Page 9 - Caminhos do Sul / Editora Expressão
P. 9





Os patrocinadores











A edição deste livro não seria possível sem o apoio de companhias absolutamente dedica-
das ao desenvolvimento do Sul. Uma delas é a Cia Hering, de Blumenau, uma de nossas empre-
sas pioneiras e até hoje uma das mais importantes da região, tanto pelo que gera de negócios
quanto pelo que representa. Fundada em 1880 por dois imigrantes alemães, os irmãos Hermann

e Bruno Hering, ela foi uma síntese de toda uma cultura que desembarcou no século 19, trazen-
do uma nova visão de mundo e a modernidade na forma da indústria, algo então praticamente
inexistente por aqui. A Hering cresceu e se desenvolveu ao longo do século 20, tornando-se a
principal companhia em seu segmento no país e com forte presença no mercado internacional.
Também foi uma grande apoiadora da cultura, investindo em projetos como o Teatro Carlos Go-

mes e a Orquestra de Câmara de Blumenau. Após a crise do setor, nos anos 90, a empresa entrou
no século 21 com uma nova formatação, sob o comando das novas gerações da família fundado-
ra. Voltou-se para o varejo e para a gestão de marcas, tornando-se a companhia mais copiada do
Brasil, tamanho o sucesso de seu novo modelo de negócios. Trata-se de um notável caso de mes-
cla de tradição e modernidade que levou ao rejuvenescimento de uma marca centenária. A me-
mória da empresa, da moda e da colonização em Blumenau está preservada no Museu Hering,
inaugurado em 2010.

Os demais patrocinadores estão associados a um movimento econômico muito mais recen-
te, que envolve a ampliação e a renovação da infraestrutura regional. Tractebel, Enercan, Baesa e
Maesa são companhias dedicadas à geração de energia elétrica. A Tractebel Energia, sediada em
Florianópolis, é a principal geradora privada do país, administrando 22 usinas e suprindo cerca
de 7% do consumo total brasileiro. Controlada pela International Power GDF SUEZ, a Tractebel

começou suas atividades no Brasil com a aquisição da estatal Gerasul e a conclusão da Usina Hi-
drelétrica de Itá, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina. Dentre as usinas que opera,
nove são hidrelétricas, seis termelétricas e sete complementares: duas a biomassa, duas eólicas e
três Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs). Na área cultural a empresa se destaca pela criação
de centros de cultura de alto nível em pequenas cidades onde mantém plantas geradoras. Não
fosse a iniciativa dificilmente as cidades contariam com boas estruturas e poderiam realizar ofi-

cinas culturais ou receber espetáculos de teatro e dança.
A Machadinho Energética S/A Maesa foi constituída em 1999 para a implantação e ope-
ração da Usina Hidrelétrica Machadinho, situada entre os municípios de Piratuba (SC) e Maximi-
liano de Almeida (RS). A usina entrou em operação em 2002, tendo sido construída no prazo re-
corde de 52 meses. Também no leito do Rio Pelotas, entre os municípios de Anita Garibaldi (SC)
e Pinhal da Serra (RS), situa-se a Usina Hidrelétrica Barra Grande, que foi construída e é operada
   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14