13º Prêmio Expressão de Ecologia (2005)

Conheça abaixo os vencedores por ordem alfabética.

 

101 projetos inscritos
29 projetos vencedores
Premiação: Parque Ecológico Copesul (25/11/2005)

 

Organização: AGCO do Brasil 
Cidade: Canoas (RS)
Categoria: Conservação de Insumos de Produção - Água
Título do projeto: Gestão Sustentável dos Recursos Hídricos: Reúso de Água
Resumo: Modificou sua Estação de Tratamento de Efluentes, com a adoção de um sistema de plantas aquáticas emergentes, que não usa produtos químicos e permite a reutilização da água tratada. Com a instalação do sistema em Canoas, a empresa está reciclando 1.602 metros cúbicos de água por mês. Com isso reduz o consumo de água potável de águas subterrâneas e de abastecimento público e, ao mesmo tempo, contribui para a conservação sustentável dos mananciais.

 

Organização: Ártemis / Prosul 
Cidade: Florianópolis (SC)
Categoria: Gestão Ambiental
Título do projeto: Gestão Ambiental na Implantação de Linha de Transmissão
Resumo: Implantação de uma Linha de Transmissão de Energia de 371 quilômetros de extensão e que atravessa 17 municípios paranaenses. As empresas minimizaram o impacto do projeto para o meio ambiente e para a vida da comunidade. Trouxeram resultados como a alteração do traçado original da linha de transmissão e a negociação consensual com a comunidade envolvida, que facilitou acordos com 100% dos proprietários atingidos pela faixa de servidão da linha.

 

Organização: APA - Associação Planeta Azul de Defesa e Preservação do Meio Ambiente 
Cidade: Ponta Grossa (PR)
Categoria: Educação Ambiental
Título do projeto: Projeto Valor à Vida
Resumo: Através de um levantamento socioambiental dos alunos da Escola Estadual Professor Eugênio Malanski, em Ponta Grossa (PR), a APA desenvolveu um trabalho de educação ambiental para conscientizar os jovens da necessidade de preservação da mata ciliar que compõem a bacia do rio Cará-Cará. Os alunos plantaram e adotaram 261 mudas de plantas nativas. Já outros alunos foram envolvidos com projetos de reciclagem, coleta seletiva e tabulação de dados.

 

Organização: Big Timber 
Cidade: Blumenau (SC)
Categoria: Educação Ambiental
Título do projeto: Projeto Pescando Lixo
Resumo: A metalúrgica foi a primeira catarinense a participar do Projeto Pescar, uma rede que nasceu no Rio Grande do Sul. Criou em 2002 a Escola Big Timber, que forma jovens entre 15 e 18 anos e também participam do projeto Pescando Lixo. Os jovens fazem palestras, instalam lixeiras de coleta seletiva e distribuem brinquedos feitos com material reciclado. As lixeiras para coleta seletiva distribuídas nas escolas são feitas com latas de tinta usadas.

 

Organização: Bunge
Cidade: Gaspar (SC)
Categoria: Conservação de Recursos Naturais
Título do projeto: Reserva Figueira Branca
Resumo: Criou a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Figueira Branca, mata atlântica que fica na unidade de Gaspar é mantida em parceria com a Universidade Regional de Blumenau (FURB). Identificou a catalogou as espécies de plantas e animais que vivem na RPPN. Das 188 espécies de árvores e arbustos, 185 são nativas e duas estão ameaçadas de extinção. Essa situação extrema é a mesma de seis das 115 espécies de aves que vivem na reserva.

 

Organização: CEFET/PR – Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná
Cidade: Curitiba (PR)
Categoria: Reciclagem
Título do projeto: Blocos Isopet
Resumo: Desenvolvidos pela unidade de Curitiba do CEFET/PR usam concreto leve com isopor reciclado e garrafas plásticas PET no interior. Os blocos podem ser encaixados sem a utilização de argamassa. O baixo peso, a facilidade no manuseio, redução do desgaste físico do operário e o baixo custo final da construção são algumas das vantagens. Um protótipo habitacional de 25 m2 construído em Curitiba comprovou o seu bom desempenho quanto à temperatura e à umidade.

 

Organização: Ceusa 
Cidade: Urussanga (SC)
Categoria: Reciclagem
Título do projeto: Reaproveitamento do Rejeito de Polimento e Retífica de Porcelanatos, Revestimentos e Pavimentos Cerâmicos
Resumo: A Ceusa gera de 200 a 400 toneladas por mês de lodo do processo de polimento e de retífica das peças cerâmicas. Depois de uma série de pesquisas a empresa conseguiu reaproveitar 50% do resíduo no processo produtivo. Com um investimento mensal de aproximadamente R$ 5 mil, a empresa conseguiu evitar gastos de R$ 60,7 mil com o envio do lodo para aterro e aquisição de matéria-prima, que foi substituída pelo resíduo.

 

Organização: Ceusa
Cidade: Urussanga (SC)
Categoria: Conservação de Insumos de Produção - Energia 
Título do projeto: Consumo Racional de Gás Natural Através da Implantação de um Novo Sistema de Queima para Biscoitos de Filete
Resumo: A empresa reduziu o consumo de gás natural na produção através da diminuição pela metade da temperatura de queima do forno. A produção de filetes antes consumia 1,53 m3 de gás por metro quadrado produzido, proporção que passou a 0,88 m3/ m2. A economia de gás foi de 40% por unidade produzida. Os investimentos da Ceusa foram de R$ 7 mil, amortizados em seis meses.

 

Organização: Cia. Iguaçu de Café Solúvel 
Cidade: Cornélio Procópio (PR)
Categoria: Gestão Ambiental
Título do projeto: Gestão Ambiental – Ecoeficiência e Sustentabilidade Ambiental na Café Iguaçu
Resumo: Parte da sobra do processo de extração do café é utilizada na geração de energia na caldeira da empresa. É então seca ao sol e encaminhada aos agricultores da região que a usam como adubo. Já o resíduo das embalagens metálicas é reciclado na fabricação de telhas ecológicas. Da mesma forma que com os resíduos sólidos, a empresa mantém um sistema de tratamento de efluentes exemplar, com eficiência final de cerca de 97%.

 

Organização: Colorminas Colorifício e Mineração
Cidade: Criciúma (SC)
Categoria: Turismo e Qualidade de Vida
Título do projeto: Colorminas, Parceira no Projeto Preservar
Resumo: A região de Urussanga enfrenta a escassez de água potável. O rio Maior sofre com o assoreamento, o corte da vegetação e a dificuldade dos moradores da região em gerar renda. Assim, a empresa tornou-se parceira do Projeto Vida Bem Maior. Incentiva o turismo rural. Também foi criado um programa de distribuição de kits para o tratamento biológico de esgoto para 10% das famílias que ainda descarregavam os dejetos sanitários no rio.

 

Organização: CEEE – Companhia Estadual de Energia Elétrica
Cidade: Porto Alegre (RS)
Categoria: Produto Verde
Título do projeto: Reflorestamento de Eucalipto como Berçário de Mata Nativa: os Muitos Valores Ecológicos no uso de Postes de Madeira para Energização no RS
Resumo: São 13 hortos de produção e reflorestamento de eucaliptos, matéria-prima dos postes na transmissão de energia elétrica. Os postes da companhia duram em média 25 anos, dez a mais que o exigido por lei, mas podem chegar a ter uma vida útil de 40 anos. A CEEE já plantou eucaliptos em 2.387 hectares de áreas devastadas e em 237 hectares de áreas desertificadas. Além disso, a empresa mantém um viveiro com 600 mil mudas de plantas nativas.

 

Organização: Embrapa Suínos e Aves
Cidade: Concórdia (SC)
Categoria: Controle da Poluição
Título do projeto: Diminuição do Impacto Ambiental da Suinocultura por meio de Boas Práticas de Manejo e Tratamento de Dejetos
Resumo: A Embrapa de Concórdia instalou uma estação de tratamento de dejetos suínos para reduzir o impacto ambiental que a criação de 3.600 suínos causava na região. Antes, os efluentes eram encaminhados a um sistema de tratamento de lagoas. Com a implantação do tratamento físico-químico e biológico houve a redução de 98% da quantidade de oxigênio consumido pelos microrganismos para oxidar os compostos orgânicos presentes nos dejetos.

 

Organização: EPAGRI – Empresa Catarinense de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural
Cidade: Chapecó (SC)
Categoria: Agropecuária
Título do projeto: Tecnologias para o Cultivo e Industrialização de Plantas Medicinais no Oeste Catarinense
Resumo: A empresa dedicou-se a pesquisar e desenvolver tecnologias para a introdução do cultivo e da comercialização de plantas medicinais e aromáticas e dos seus compostos bioativos no Oeste Catarinense. Os pesquisadores fazem a classificação botânica e a avaliação fitoquímica de espécies medicinais para a produção de fitoterápicos. O projeto tem parceria com universidades, cooperativas e empresas do estado.

 

Organização: Fras-Le
Cidade: Caxias do Sul (RS)
Categoria: Controle da Poluição
Título do projeto: Compostagem de Resíduos Sólidos Industriais
Resumo: A fabricante de pastilhas e lonas para freios de Caxias do Sul (RS) testou e adotou a compostagem como destino correto do lodo que sobrava da Estação de Tratamento de Efluentes. O resíduo que antes era encaminhado para coprocessamento virou um produto que será usado nos jardins da Fras-Le. O novo destino do resíduo permitiu reduzir em 50% os gastos com acondicionamento, logística, transporte e destinação final do lodo.

 

Organização: Fundação O Boticário de Proteção à Natureza 
Cidade: Curitiba (PR)
Categoria: Conservação de Recursos Naturais
Título do projeto: Reserva Natural Salto Morato
Resumo: A Fundação O Boticário inaugurou a Reserva Natural Salto Morato, com 2.340 hectares de mata atlântica, em Guaraqueçaba, litoral Norte do Paraná. A área protege paisagens como o Salto Morato e a Figueira do Engenho. Descobriu-se uma nova espécie de peixe para a ciência, batizada como Listrura Boticário. A fundação mantém um programa na comunidade, que apoia formas alternativas de renda para as famílias que antes viviam da extração de palmito.

 

Organização: Hering
Cidade: Blumenau (SC)
Categoria: Marketing Ecológico
Título do projeto: Troque Lixo por Livro
Resumo: Empresas parceiras do projeto cedem seu lixo reciclável, que é recolhido e vendido pelo Serviço de Água e Esgotos de Blumenau (SAMAE). O valor da venda é utilizado na impressão de livros infantis inéditos e de CDs de músicas infantis. As crianças trocam lixo reciclável trazido de casa por livros e CDs. Cerca de 10 mil estudantes de todas as escolas municipais de Blumenau já foram beneficiados pelo projeto.

 

Organização: Instituto Ambiental Ecosul / Associação Fundo Vira-Lata de Garopaba
Cidade: Florianópolis (SC)
Categoria: Bem-Estar Animal
Título do projeto: Educação Ambiental, Controle de Zoonoses e Bem-Estar Animal na Aldeia Guarani
Resumo: As ONGs atuaram na aldeia de índios guaranis, localizada no Morro dos Cavalos, em Palhoça (SC), onde vivem 127 indígenas e aproximadamente 100 cães e gatos. O grande número de animais possibilitava a proliferação de zoonoses. As equipes do Instituto Ecosul e da Associação Fundo Vira-Lata apresentaram o programa aos indígenas, cães e gatos foram tratados com sarnicidas e vermífugos, esterilizados e os animais subnutridos foram tratados.

 

Organização: Instituto Ecoplan 
Cidade: Curitiba (PR)
Categoria: Recuperação de Áreas Degradadas
Título do projeto: Programa RAM – Recifes Artificiais Marinhos
Resumo: A prática contínua da pesca de arrasto no litoral do Paraná, causou a redução dos estoques pesqueiros. Para incentivar a pesca artesanal, inibir a pesca de arrasto e proteger os peixes e animais marinhos foi criado o Programa Recifes Artificiais Marinhos. Um mês depois da construção do recife de concreto as estruturas já estavam colonizadas por larvas e microorganismos marinhos. Hoje, mais de 150 espécies de invertebrados e vertebrados habitam os RAM.

 

Organização: Itaipu Binacional 
Cidade: Foz do Iguaçu (PR)
Categoria: Educação Ambiental
Título do projeto: Educação Ambiental não-Formal na Microbacia do Lajeado Xaxim e Rio Sabiá
Resumo: O projeto partiu de um problema de eutrofização da água e de assoreamento dos rios da bacia do rio Paraná III. Para recuperação, a Itaipu envolveu os habitantes na recuperação da mata ciliar. Como resultado, 495 pessoas foram sensibilizadas para o cuidado com as águas da microbacia e um convênio foi assinado pela Itaipu, prefeituras e demais parceiros do Comitê Gestor prevendo recursos financeiros para a recuperação dos passivos ambientais.

 

Organização: Klabin 
Cidade: Telêmaco Borba (PR)
Categoria: Agropecuária
Título do projeto: Projeto Fitoterapia: a Biodiversidade em Benefício da Comunidade como Exercício da Cidadania Corporativa
Resumo: O Projeto Fitoterapia nasceu para desenvolver produtos florestais não-madeireiros, agregando valor à atividade fabril. Ao todo, 240 espécies já foram avaliadas e produzidos 30 produtos básicos e 31 produtos manipulados, desenvolvidos pela equipe de saúde do projeto. Entre outros resultados estão a criação do herbário, onde são estudadas as espécies botânicas identificadas, e da agrofloresta, espaço onde se cultivam as espécies medicinais.

 

Organização: Marcopolo 
Cidade: Caxias do Sul (RS)
Categoria: Controle da Poluição
Título do projeto: Sustentabilidade – A busca do Equilíbrio Entre Produção e meio Ambiente
Resumo: As carrocerias de ônibus contêm cerca de 8.500 componentes, fabricados a partir de diversos tipos de matéria-prima. Uma Unidade de Processamento de Resíduos permitiu um controle para evitar a geração de resíduos, reaproveitar, reciclar e destinar os materiais gerados na produção. Foram investidos cerca de R$ 4 milhões, mas a correta identificação e destinação dos resíduos já permitiu uma economia de R$ 2,4 milhões no mesmo período.

 

Organização: REFAP – Refinaria Alberto Pasqualini 
Cidade: Canoas (RS)
Categoria: Tecnologia de Controle Ambiental
Título do projeto: Biomonitoramento da Qualidade do ar na Refap
Resumo: Para monitorar a quantidade de poluentes contidos em seus efluentes lançados na atmosfera, a Refap adotou os bioindicadores vegetais, que utilizam a reação de organismos vivos para medição da qualidade do ar. Essa metodologia tem custos inferiores aos do monitoramento instrumentado e já permitiu à empresa diagnosticar o teor de enxofre, metais e outras fontes de estresse ambiental contidos nos efluentes gasosos.

 

Organização: RGE – Rio Grande Energia 
Cidade: Porto Alegre (RS)
Categoria: Manejo Florestal
Título do projeto: Campanhas de Reposição Florestal
Resumo: A campanha pelo repovoamento de araucária no Rio Grande do Sul surgiu para compensar os impactos causados na vegetação nativa para garantir o contínuo fornecimento de energia. Em parceria com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente a empresa distribuiu 4.690.000 sementes de araucária, conhecida como pinhão, e estimulou estudantes a plantar. Como resultado do investimento de R$ 323 mil, houve um acréscimo de 566 mil novas árvores às paisagens gaúchas.

 

Organização: RGE – Rio Grande Energia 
Cidade: Porto Alegre (RS)
Categoria: Controle da Poluição
Título do projeto: Projeto Logística Reversa
Resumo: O Projeto Logística Reversa surgiu da preocupação com o destino dos resíduos das redes de distribuição. Os materiais recolhidos podem retornar ao estoque para serem reutilizados, passar por processo industrial de recuperação, serem aproveitados como insumos para produção de novos materiais. Foram recolhidas 120 toneladas de resíduos por mês (média de 2004) e evitou-se um gasto  líquido de R$ 17,8 milhões por parte da empresa.

 

Organização: Robert Bosch Ltda. Sistemas Diesel - Unidade Curitiba
Cidade: Curitiba (PR)
Categoria: Gestão Ambiental
Título do projeto: Projeto Descarga Zero
Resumo: Em 2004 o Ministério Público de Curitiba solicitou a todos os grandes geradores de resíduo que apresentassem planos de gerenciamento de resíduos sólidos. O aterro da Caximba recebe por dia 2.300 toneladas de resíduos de 15 municípios. Além de atender o pedido do MP, a Bosch conseguiu pelo Projeto Descarga Zero reduzir 29% dos resíduos gerados, diminuindo em cerca de 95% o volume de resíduo enviado para o aterro da Caximba.

 

Organização: SANEPAR - Companhia de Saneamento do Paraná 
Cidade: Curitiba (PR)
Categoria: Controle da Poluição – Gestão de Resíduos Sólidos
Título do projeto: Programa Interdisciplinar e Interinstitucional de Pesquisa em Gerenciamento e Disposição Final de Lodo de Esgoto
Resumo: O programa de pesquisa foi resultado de uma necessidade de adequar o gerenciamento de resíduos sólidos gerados no tratamento de esgotos na companhia. Os 15 anos de investigação geraram dados para a publicação de 200 artigos científicos. Com as pesquisas desenvolvidas, a Sanepar passou a adotar em 1999 a reciclagem do lodo de esgoto na agricultura, como fertilizante. Atualmente o reaproveitamento agrícola é o destino de 65% do lodo gerado.

 

Organização: Senai / CIC / CETSAM
Cidade: Curitiba (PR)
Categoria: Entidade de Classe
Título do projeto: Bolsa de Reciclagem Sistema FIEP
Resumo: O Senai paranaense criou uma bolsa on-line sem fins lucrativos, onde as empresas podem procurar inovações nos serviços de minimização, valorização, reutilização e reciclagem de resíduos. Quando a Bolsa de Reciclagem foi lançada havia 90 demandas de oferta e procura de resíduos, todas do Paraná. Ao longo de quatro anos já foram anunciadas 2.790 demandas, provenientes de indústrias de 30 setores de atividades sediadas em vários estados brasileiros.

 

Organização: Torresani Empreendimentos Imobiliários 
Cidade: Blumenau (SC)
Categoria: Conservação de Insumos de Produção – Água
Título do projeto: Reaproveitamento  da Água da Chuva
Resumo: A Torresani foi pioneira na introdução de um sistema de captação de água da chuva em condomínios. O sistema usa uma cisterna que retém a água da chuva em épocas de muita precipitação e que aciona o abastecimento normal em períodos de seca. A água captada pode ser usada nas piscinas, vasos sanitários, lavagem de pátios e garagens.

 

Organização: Verde Vida Programa Oficina Educativa 
Cidade: Chapecó (SC)
Categoria: Reciclagem
Título do projeto: Verde Vida Programa Oficina Educativa
Resumo: A ONG realiza a coleta seletiva no município de Chapecó em parceria com cerca de 200 instituições da cidade. O programa começou como uma alternativa de renda para famílias carentes e crianças de rua. O município de Chapecó não possuía aterro sanitário nem programa de coleta seletiva. Só em 2004 a Vida Verde atendeu 107 adolescentes e empregou 59 pessoas e foram reciclados 3 mil toneladas de papeis, plásticos, alumínios, vidros, ferro e aço.

 

Vencedores por ano:

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.