01/06/2015 Onça-parda é visualizada em reserva no Paraná

Onça-parda é visualizada em reserva no Paraná

Onça-parda (Puma concolor) é registrada por câmera trap. Foto: divulgação.

Presença desse felino de grande porte significa que a área está bem conservada e equilibrada. Dados indicam que restam apenas cerca de mil onças-pardas na Mata Atlântica.

 

Na semana em que se comemora o Dia do Meio Ambiente (5), uma boa notícia para o ambiente natural mais ameaçado do país, a Mata Atlântica: uma onça-parda (Puma concolor) foi visualizada na Reserva Natural Salto Morato. Localizada em Guaraqueçaba, no litoral paranaense, a unidade de conservação (UC) faz parte do maior e mais bem conservado trecho contínuo de Mata Atlântica que restou no Brasil.

 

O vídeo foi feito por câmeras trap, que estão colocadas em pontos estratégicos da reserva e monitoram a fauna da região. "A presença dessa espécie, que é topo de cadeia, e de várias outras, indica que os esforços estão contribuindo efetivamente para a conservação da biodiversidade e que ela está equilibrada", afirma Marion Letícia Bartolamei, coordenadora de Áreas Protegidas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, instituição que administra a Reserva Natural Salto Morato. Ela afirma que, apesar de estarmos acostumados a más notícias no cenário ambiental, ainda temos motivos a comemorar. "Essa é uma ótima notícia para a conservação", ressalta animada.

O monitoramento na UC é realizado constantemente com o objetivo de conhecer a fauna existente, verificar o tamanho das populações, bem como entender suas dinâmicas e hábitos de vida. A partir desse acompanhamento é possível desenvolver ações direcionadas para a conservação das diversas espécies que ocorrem na região. Marion destaca que o monitoramento dessa e de outras espécies continuará sendo um dos principais objetivos de manejo dentro da reserva. "Esperamos com o tempo obter cada vez mais informações sobre a população local, o que facilitará a conservação da onça-parda".

 

Espécie ainda corre muitos riscos


A onça-parda é o mamífero terrestre com maior distribuição nas Américas, ocorrendo desde o sul do Canadá até a Patagônia, sendo que no Brasil ela está principalmente associada à Mata Atlântica. Apesar disso, a tendência atual é de declínio populacional. Dados do Ministério do Meio Ambiente (MMA), publicados no documento Avaliação do Estado de Conservação dos Carnívoros, afirmam que o tamanho da população efetiva é menor do que mil indivíduos na Mata Atlântica. Dessa forma, a espécie é considerada ameaçada de extinção no país, estando na categoria 'vulnerável'.

 

As principais ameaças à onça-parda – que também pode ser chamada de puma ou suçuarana – são a perda e fragmentação do habitat (a Mata Atlântica brasileira está reduzida a 8% de seu tamanho original), além da caça e atropelamento. Essas ameaças são menores ou quase inexistentes dentro das unidades de conservação de proteção integral, que têm por objetivo principal a proteção da biodiversidade.

 

Características da espécie

 

O puma é um animal de hábitos solitários e é territorialista, tendo, normalmente, maior atividade ao entardecer e à noite. A espécie é oportunista e se alimenta dos animais que estiverem disponíveis, podendo comer desde capivarasaté répteis, aves e peixes. Nesse contexto, a onça-parda possui papel importante na manutenção do equilíbrio ecológico dos ecossistemas onde vivem.

Fonte: Fundação Grupo Boticário.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.