06/05/2016 Papagaios são tema de campanha nacional de conscientização

Papagaios são tema de campanha nacional de conscientização

Campanha de conscientização sobre o tráfico de papagaios irá acontecer durante todo o ano, com o objetivo de proteger espécies ameaçadas em extinção, como o papagaio-charão. Foto: Haroldo Palo Jr.

Ação busca conscientizar a sociedade sobre o tráfico desses animais, alertando também para a perda de habitat onde vivem.

 

Com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre o tráfico de papagaios em todo o território brasileiro, a Sociedade de Zoológicos do Brasil (SZB) definiu 2016 como o Ano do Papagaio. A campanha nacional, que tem o apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, realizará ações de mobilização em diferentes espaços, incluindo zoológicos e escolas, para que a sensibilização também atinja crianças. No Brasil, muitas espécies de papagaios, como o de-peito-roxo (Amazona vinacea), da-cara-roxa (Amazona brasiliensis) e charão (Amazona pretrei) estão ameaçadas de extinção.


Além de conscientizar a população sobre o tráfico dos papagaios para que não compre aves provenientes dessa prática, a campanha também pretende abordar a problemática da perda de habitat, por conta da pressão nos ambientes naturais, principalmente na Mata Atlântica, bioma mais ameaçado do país.


De acordo com a coordenadora do Plano de Ação Nacional (PAN) dos Papagaios da Mata Atlântica, Patrícia Serafini, esse tipo de iniciativa é muito importante, pois o cidadão comum precisa ter mais informações sobre esse grande problema. “A população deve se conscientizar de que pode estar incentivando o tráfico ao comprar animais que não sejam certificados. Se não existir essa demanda, automaticamente estaremos reduzindo essa prática”, afirma. 


O PAN é uma política pública criada para identificar e orientar as ações prioritárias para combater as ameaças que põem em risco as espécies e ambientes naturais brasileiros.
A campanha está alinhada com o PAN dos Papagaios da Mata Atlântica, que visa a garantir a integridade das populações das espécies por meio da ampliação do conhecimento científico e ações efetivas de proteção a essas aves.


Segundo a diretora executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes, trabalhar com o PAN dos papagaios é muito importante, pois ele oferece direcionamento das ações prioritárias para proteção da espécie. Ela destaca que a instituição tem buscado auxiliar os pesquisadores interessados em proteger as diversas espécies de papagaios brasileiros. “A pesquisa científica aliada à conscientização da população é uma fórmula poderosa para promover a conservação e proteção de espécies e ambientes naturais do país”. A Fundação Grupo Boticário já apoiou 42 iniciativas com papagaios, em diversas regiões do país.


A articulação para que 2016 fosse definido como o ano do papagaio foi realizada pelo Centro Nacional de Pesquisa para a Conservação das Aves Silvestres (Cemave), órgão vinculado ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), junto com a Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil (SZB).

Fonte: Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.