07/02/2014

Presidente da Assembleia Geral da ONU pede apoio para agenda de desenvolvimento pós-2015

A redução da pobreza é um dos eixos da agenda de desenvolvimento pós-2015. Crianças na favela de Kallayanpur, uma das favelas urbanas em Daca, Bangladesh. Foto: ONU/Kibae Park.

O presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, John Ashe, pediu mais comprometimento dos 193 Estados-membros da ONU e da sociedade civil no apoio à construção da agenda de desenvolvimento pós-2015.

 

“Tal como todos vocês, eu estou consciente dos enormes desafios que o nosso planeta enfrenta”, afirmou Ashe numa reunião com representantes da sociedade civil de todo o mundo.

 

No entanto, o presidente alertou que “com a meta de 2015 se aproximando, nós precisamos de nos focar coletivamente no impulso da agenda pós-2015”.

 

“Como presidente da 68ª sessão da Assembleia Geral, eu não vejo maior tarefa para o meu mandato do que apoiar este processo vital de reunir as ferramentas e o conteúdo para a agenda de desenvolvimento pós-2015”, disse Ashe, afirmando também estar confiante de que “podemos todos nos reunir à volta de uma agenda global de desenvolvimento”.

 

Saiba mais sobre a agenda de desenvolvimento pós-2015

 

Progressos importantes foram feitos para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). A pobreza global continua a diminuir, mais crianças do que nunca estão frequentando a escola primária, as mortes de crianças caíram drasticamente, o acesso a água potável foi muito ampliado e investimentos direcionados a combater a malária, a aids e a tuberculose salvaram milhões.

 

Os ODM estão fazendo uma diferença real na vida das pessoas e, com liderança forte e prestação de contas, este progresso pode ser expandido ao máximo nos países do mundo até a data limite de 2015.

 

Após 2015, os esforços para alcançar um mundo de prosperidade, igualdade, liberdade, dignidade e paz vão continuar de forma incessante.

 

A ONU está trabalhando com governos, a sociedade civil e outros parceiros para aproveitar o impulso gerado pelos ODM e continuar com uma agenda de desenvolvimento pós-2015 ambiciosa.

 

Na Cúpula dos ODM em setembro de 2010, os Estados-membros da ONU iniciaram passos para adiantar a agenda de desenvolvimento para além de 2015 e estão agora conduzindo um processo de consultas abertas e inclusivas sobre a agenda pós-2015.

 

Organizações da sociedade civil do mundo todo também começaram a se engajar no processo para o pós-2015, enquanto as universidades e outras instituições de pesquisas estão particularmente ativas.

 

O conjunto de onze consultas temáticas globais e consultas nacionais em mais de 60 países é facilitado pelo Grupo de Desenvolvimento das Nações Unidas e envolve parcerias com múltiplos investidores.

 

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, estabeleceu uma Equipe de Trabalho do Sistema ONU para coordenar os preparativos para além de 2015. Em julho de 2012, Ban anunciou os 27 membros de um Painel de Alto Nível para aconselhar sobre a estrutura do desenvolvimento global pós-2015.

 

O trabalho do Painel vai refletir os novos desafios do desenvolvimento ao mesmo tempo em que vai se apoiar na experiência adquirida com os ODM. Resultados das consultas globais e dos dados das plataformas online e offline (“World We Want” e “MY World”) vão ser levados em conta para o trabalho do Painel de Alto Nível. O Painel vai entregar seu relatório em maio de 2013.

 

A pesquisa “MY World” – ou, em português, “Meu Mundo” – é a enquete global das Nações Unidas para um mundo melhor. Os cidadãos podem votar nas seis questões de desenvolvimento que têm mais impacto em suas vidas.

 

Complementando a enquete “MY World” está a plataforma “World We Want”, onde os cidadãos podem se engajar ainda mais nas várias consultas sobre o processo de desenvolvimento pós-2015.

 

A agenda pós-2015 vai refletir novos desafios de desenvolvimento e está ligada ao resultado da Rio+20 – a Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável – que foi realizada em junho de 2012 no Rio de Janeiro, Brasil.

 

O documento final, “O futuro que queremos”, pediu a criação de um Grupo Aberto de Trabalho (OWG), intergovernamental, sobre os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio para desenvolver uma proposta a ser considerada na 68ª sessão da Assembleia Geral.

 

Os trabalhos do Painel de Alto Nível e do Grupo Aberto de Trabalho vão tentar se tornar uma única estrutura de desenvolvimento com a redução da pobreza e o desenvolvimento sustentável como núcleo.

 

Saiba mais em http://bit.ly/1bwRGv5

Fonte: ONU Brasil




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.