08/11/2013

Operação da Fatma na Serra do Tabuleiro mapeia invasões e emite notificações e multas

Mais de 40 fiscais participaram da ação.
Foto: Divulgação

Fiscalização permanecerá por tempo indeterminado.


A Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) realizou uma mega operação de fiscalização no Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, nesta quinta-feira (07/11), em conjunto com a Polícia Militar Ambiental para inibir invasões irregulares na área. A Fundação emitiu 15 notificações e 14 autos de infração.

As notificações servem para que os supostos proprietários de áreas construídas apresentem documentação comprovando autorização para estarem no local. Apesar de ser uma Unidade de Conservação, alguns casos têm autorização jurídica. Já as infrações são os casos que foram constatados crimes ambientais no local. As multas variam de R$ 500,00 a R$ 5 mil.

Os fiscais puderam comprovar que em determinados locais haviam placas de vende-se em áreas de preservação ambiental. O presidente da Fatma, Gean Loureiro, classificou a cena como um deboche ao patrimônio natural do estado.


"A área é de preservação ambiental. Criminosos estão se aproveitando de um espaço público para lucrar em cima de pessoas que muitas vezes nem sabem que no local não é permitida construções", afirma Gean. Uma investigação em conjunto com a Polícia vai detectar os responsáveis por essas vendas.

A operação de hoje contou com a participação de mais de 40 fiscais de todo o estado que passaram por treinamento específico. De acordo com o diretor de fiscalização da Fatma, Márcio Luiz Alves, a fiscalização no Parque, localizado na Grande Florianópolis, continua por tempo indeterminado.

Fonte: Assessoria de Informação / FATMA




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.