08/08/2014

Sesi lança programa Cuide-se+ na região Oeste do Paraná

Diálogo marcou o lançamento do programa em Cascavel. Foto: Mauro Frasson.

O município de Cascavel recebeu na sexta-feira (8/8) o evento de lançamento do programa Cuide-se+ na região Oeste do Paraná. Desenvolvido pelo Sesi no Paraná, o programa tem como um de seus principais eixos a prevenção ao uso de álcool e outras drogas. O lançamento teve as presenças do comentarista esportivo Walter Casagrande e do goleiro Rodolfo, do Atlético Paranaense, que contaram suas experiências na luta contra a dependência química, além do psicólogo do clube, Dionísio Banaszewski.

 

Confira a galeria de fotos

 

“Nosso objetivo é alcançar todas as regiões do Estado com este programa e agora chegamos ao Oeste”, afirmou o presidente do Sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, referindo-se ao fato de que o lançamento do programa já foi realizado em outras cidades paranaenses. “Com este evento e com o programa Cuide-se+, mostramos a preocupação do setor industrial e do Sesi com os danos causados pelo uso de álcool e outras drogas. Esta é uma ação que criamos para que seja aplicada dentro das indústrias, que hoje sofrem prejuízos por afastamentos e acidentes causados pelo uso de drogas lícitas e ilícitas, mas acima de tudo é uma ação de responsabilidade social”, completou Campagnolo.

 

O “Cuide-se+” coloca as indústrias como centros de irradiação de ações de prevenção ao uso de álcool e de outras drogas. O programa atua em duas frentes. Uma é com consultoria para as indústrias que queiram um atendimento mais específico para a sua realidade. Outra é suporte às indústrias para ações institucionais na comunidade, a partir das escolas do entorno. O objetivo é ajudar a reduzir os impactos negativos do álcool e outras drogas na sociedade e no ambiente de trabalho, onde o uso destas substâncias é responsável por queda na produtividade, aumento de faltas e de custo às empresas. O programa já foi lançado em todas as demais regiões do Paraná.

 


Plateia composta na maioria por jovens acompanhou o evento

 

Casagrande, que participou de todos os eventos do Cuide-se+ realizados até agora, afirmou que a iniciativa de envolver as empresas na questão da prevenção e tratamento ao uso de drogas é importante para enfrentar essa questão. “A empresa não pode passar a mão na cabeça do funcionário, mas também não deve expulsá-lo. Foi o que aconteceu comigo, que tive apoio da empresa em que trabalho, além da família e de profissionais que orientam minha recuperação”, disse o comentarista.

 

Falando para uma plateia composta na maioria por jovens, entre eles alunos do Colégio Sesi Ensino Médio e do Senai, Casagrande afirmou que seu relato pode ajudar que mais pessoas busquem auxílio para se livrar da dependência química, além de ser um mecanismo de prevenção. “Ouvir uma pessoa que passou por isso pode sim incentivar pessoas a buscarem tratamento ou fazer com que não entrem nesse caminho”, disse. “É importante que as pessoas se conscientizem de que existem várias maneiras de se divertir, não há a necessidade de uma substância a mais para sentir boas sensações”, acrescentou Casagrande.

 

A opinião é parecida com a do goleiro Rodolfo, do Atlético Paranaense. Em julho de 2012, o atleta, na época com 21 anos, foi pego no exame antidoping após uma partida da Série B do Campeonato Brasileiro, por uso de cocaína. “Comecei a usar cocaína com 15 anos de idade. Você usa a droga para fugir da realidade, para fugir dos problemas”, relatou. Apesar de suspenso do futebol, Rodolfo recebeu apoio de seu clube e aceitou tratamento. “Colocaram várias opções para mim e eu escolhi me tratar. Se eu escolhesse não me tratar, poderia ter sido mandado embora. Mas isso só aconteceu por causa do resultado do exame antidoping, que me fez buscar o tratamento, sem isso eu não faria”, contou o goleiro.

 

Além de Campagnolo, Casagrande e Rodolfo, também participaram do diálogo de lançamento do Cuide-se+ o prefeito de Cascavel, Edgar Bueno, e o responsável pela Secretaria Antidrogas do município, Eugenio Rozetti Filho. Ambos relataram os desafios que enfrentam em suas próprias casas, por terem filhos em situação de dependência química. Além dos relatos pessoais, Bueno e Rozetti Filho apresentaram algumas das iniciativas implantadas pelo poder público municipal para prevenção e combate ao uso de drogas.

 


O secretário Eugenio Rozetti Filho, o presidente Edson Campagnolo, o prefeito Edgar Bueno, o psicólogo Dionísio Banaszewski e o superintendente do Sesi no Paraná, José Antonio Fares

 

Parceria

 

Para ampliar esse trabalho, durante o evento desta sexta-feira a prefeitura de Cascavel, o Sesi e o Clube Atlético Paranaense assinaram um termo de parceria para a implantação do Sesi Atleta do Futuro no município. O programa desenvolve o hábito da prática esportiva, por meio de ações socioeducativas, atendendo a crianças e jovens de 6 a 17 anos. Em Cascavel, ele estará integrado ao Cuide-se+, com ações preventivas relacionadas à questão das drogas lícitas e ilícitas.

 

O psicólogo do Atlético, Dionísio Banaszewski, afirmou que a parceria está alinhada com a preocupação que o clube em relação à questão das drogas. “O Atlético faz algo diferente de todos os outros clubes quando pensa na questão do futebol, não olhando apenas como competição, mas como entretenimento e função social. Dentro do clube já trabalhamos muito nessa questão com atletas e seus familiares, sempre oferecendo alternativas de prevenção ou tratamento”, relatou. “Agora, resolvemos trazer isso pra fora, utilizando a marca do Atlético em escolas sociais, em que o clube abre mão de royalties para uso de sua marca, fazendo com que essas escolas sejam utilizadas para prevenção e para formação de cidadania”, completou.

Fonte: Agência FIEP.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.