10/02/2014

Ventos alísios frearam aquecimento global

Relatório do IPCC diz que planeta já esquentou cerca de 0,8°C desde o começo do século 20. As temperaturas têm aumentado mais lentamente nos últimos 15 anos apesar do aumento nas emissões de gases do efeito estufa, mas há uma retomada da tendência de aquecimento que provavelmente vai causar ainda mais ondas de calor, secas, enchentes e elevação do nível do mar. A previsão é de aumento de quase 5ºC até 2100.

Um aumento sem precedentes dos ventos alísios no Pacífico reprimiu o aquecimento climático nos últimos 12 anos, mas os efeitos do fenômeno são temporários e as temperaturas voltarão a subir, segundo um estudo publicado em Sydney.

 

O forte aumento dos ventos alísios das Américas em direção ao oeste do Pacífico, na região do Equador, fortaleceu o movimento das águas oceânicas, de acordo com o estudo de uma equipe de cientistas australianos publicado na revista Nature Climate Change.

 

"Se os ventos sopram com vigor particular, a água quente que se acumula começa a convergir para o interior do mar", explica o coordenador do estudo, Matthew England.

 

"De certa maneira, isto contém na superfície do oceano a energia que desprende o gás de efeito estufa e o que provocou o hiato (no processo de aquecimento climático)", completou.

 

"Esta pausa no aquecimento da temperatura na superfície não significa que o aquecimento global parou", destacou o cientista.

 

"Vemos que o gelo ártico derrete a um nível recorde. As superfícies geladas nos continentes também derretem rapidamente e a temperatura dos oceanos continua aumentando", disse.

 

"Quando os ventos alísios desaceleram ou param, a absorção do calor pelos oceanos se reverte e acontece então o efeito inverso, um excedente de calor na atmosfera", conclui England.

Fonte: AFP (AFP Em Sydnei, Austrália)




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.