10/02/2015 Sesi/SC adota práticas que são referência mundial na educação infantil

Sesi/SC adota práticas que são referência mundial na educação infantil

Projeto piloto em parceria com a RedSolare será com alunos do SESI de Criciúma. Foto: divulgação SESI.

Por meio de uma parceria com a RedSolare, entidade implantará projeto piloto em Criciúma.

 

As inúmeras formas de linguagem das crianças, o seu comportamento curioso e a participação ativa dos pais são as principais características do processo de aprendizagem disseminado pela Reggio Emilia, escola da Itália que é referência mundial em ensino infantil. A partir de fevereiro, uma parceria entre o SESI/SC, entidade da FIESC, e a RedSolare (que difunde as práticas da Reggio Emilia) inovará a educação infantil, trazendo nova roupagem às práticas pedagógicas das escolas. O projeto piloto é desenvolvido na unidade escolar de Criciúma, com 116 alunos de 1 a 5 anos de idade, desde o dia 9/2 (segunda-feira).

 

O objetivo da iniciativa, segundo a gerente de Educação do SESI, Maria Tereza Cobra, é inspirar-se nas práticas de sucesso da Reggio Emilia para aperfeiçoar as ações da entidade. “A metodologia deles preza muito pela valorização das diferentes linguagens da criança, a colaboração dos professores e a participação ativa dos pais”, cita. ”Em visita à escola Casa da Infância, parceira da RedSolare, em Salvador, observamos também a humanização na relação com as crianças”, acrescenta.

 

Ao todo, 85 docentes receberão formação continuada para executar o projeto que prevê, entre as atividades, a implantação de seis turmas piloto, a sensibilização dos pais dos alunos participantes e a produção científica sobre a educação infantil no SESI Escola Educação Infantil de Criciúma.

 

Nas outras unidades escolares do SESI, as aulas também começaram nesta segunda-feira, dia 9.

 

Reggio Emilia - Na cidade italiana de Reggio Emilia há trabalhos infantis espalhados em diversos espaços. É comum ver crianças pelas praças fazendo desenhos e trabalhos de campo. Os pais, por sua vez, participam de várias atividades na escola, como cuidar da horta, e podem acompanhar os registros das professoras, que ficam na porta de cada sala. Esse pacto pela educação das crianças, que envolve famílias e educadores, nasceu após a Segunda Guerra Mundial, quando um grupo de pais resolveu erguer escolas na cidade devastada.

 

O educador italiano Loris Malaguzzi introduziu na rede pública local a ideia da pedagogia da escuta, em que a criança é protagonista de seu processo de conhecimento. Para Malaguzzi, a criança tem inúmeras formas de pensar, de se expressar, de entender e de se relacionar. Ele concebeu uma proposta que usa a linguagem gráfica para explorar as formas de aprender das crianças. Desenhando, elas analisam o tema de estudo e comunicam suas ideias, mesmo antes de estarem alfabetizadas.

 

Rio do Sul - O SESI Escola de Rio do Sul também inicia no dia 9/2 (segunda-feira) as aulas do ensino fundamental para 60 crianças que vão frequentar o primeiro e o segundo ano. Rio do Sul é a terceira cidade do Estado a oferecer ensino fundamental por meio do SESI. A implantação será feita de forma gradativa até 2019, quando a capacidade de atendimento deve atingir 300 estudantes. A unidade terá mais de 4 mil metros quadrados e vai abrigar ambientes de ensino voltados à robótica, matemática, ciências e expressão linguística. O investimento total será de aproximadamente R$ 6,8 milhões.

Fonte: Elida Hack Ruivo/ Assessoria de Imprensa da FIESC.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.