11/03/2016 MMA participa de mobilização contra o zika

MMA participa de mobilização contra o zika

Izabella diz Somos todos responsáveis. Foto: Jorge Cardoso/MMA.

Objetivo é sensibilizar a sociedade para eliminar focos do mosquito transmissor do vírus da dengue, chikungunya e zika.

 

“Somos todos combatentes do aedes Aegypti. O combate ao mosquito não é só uma tarefa do governo, é uma tarefa de cidadania. Somos todos responsáveis por mobilizar e envolver a família, os vizinhos, os amigos, nessa luta”. Com essas palavras, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, abriu o evento de mobilização do governo federal para combate ao mosquito aedes Aegypti, realizado nesta sexta-feira (11 de março), na sede do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), em Brasília.

 

A atividade realizada no Ibama integra a grande mobilização do governo federal, que está sendo realizada em todo o Brasil durante o dia de hoje, para conscientizar servidores públicos, e a população em geral, a respeito da necessidade de combate ostensivo a possíveis focos do mosquito aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A mobilização de hoje dá continuidade ao trabalho iniciado em 29 de janeiro, com o mutirão de combate ao mosquito na administração pública federal que foi focado nos prédios da Esplanada dos Ministérios.

 

POSSÍVEIS FOCOS

 

Durante a visita à sede do Ibama, a ministra acompanhou, na área externa do Instituto, as ações que estão sendo realizadas para eliminar os possíveis criadouros do mosquito: troncos, raízes e folhas de árvores que podem empossar, valas, bueiros, etc. “Vistoriar caixas d´água, calhas, pneus, ralos e vasinhos de plantas, isso a população já consegue identificar com clareza. Mas é preciso ir além, olhar os jardins, vistoriar plantas, folhas, raízes. Identificar possíveis focos. Temos que ter um olhar mais abrangente”, afirmou.

 

Durante o encontro com os funcionários do Ibama, a ministra destacou que o monitoramento semanal que está sendo feito em todos os órgãos e unidades do MMA está dentro da Agenda Ambiental na Administração Pública – A3P. “É fundamental que cada funcionário que lida com o público seja um porta voz do combate ao aedes Aegypti. Essa ação não termina aqui, ela se prolonga durante o ano todo e quanto tempo for necessário”, afirmou.

 

JUNTOS, MAIS FORTES

 

 

Para a ministra, mais que enfrentar, vamos vencer o mosquito. “Tenho certeza que o Brasil vai erradicar o aedes, mas parte desse esforço vai depender da postura de cada um de nós.O combate ao mosquito faz parte da nossa agenda de sustentabilidade. Cuidar do planeta significa também cuidar de quem está ao nosso redor”, enfatizou Izabella Teixeira.

 

Durante o encontro com os servidores do instituto, a presidente do Ibama, Marilene Ramos, lembrou que é preciso que cada um se mobilize em seu local de trabalho, mas que leve essa postura vigilante para casa, para a família, vizinhos, amigos, escola dos filhos, por onde passar. “Juntos, somos mais fortes”, afirmou Marilena

 

BANCO DO BRASIL

 

Logo após as atividades no Ibama, a ministra foi à agência Estilo da Presidência da República do Banco do Brasil para conversar com os funcionários sobre as ações que cada um pode fazer para combater o mosquito. Durante o encontro, Izabella Teixeira lembrou que a instituição possui mais de 100 mil funcionários e que, se cada um envolver mais quatro pessoas nesse combate, serão quase meio milhão de pessoas lutando contra o aedes. “O foco é a conscientização. Vamos estimular os servidores numa cadeia de reprodução da informação”, destacou ela.

 

NA ESPLANADA

 

 

A mobilização se estendeu também ao edifício sede do MMA, na Esplanada dos Ministérios. No local, o secretário executivo Carlos Klink participou de uma ação, juntamente com o ministro da Cultura, Juca Ferreira. “O governo está investindo em pesquisas, mantendo relação com vários organismos públicos do Brasil e do exterior, na busca de alternativas, de vacinas. Antes dessas soluções, precisamos fazer a nossa parte”, afirmou. Segundo Klink, esse é um trabalho diário, de todos, não apenas das autoridades, dos órgãos públicos. “A mobilização não pode acontecer apenas hoje, mas durante os próximos meses, até o próximo anos”.

 

Agentes da Vigilância Sanitária do Governo do Distrito Federal (GDF) participaram dos eventos no Ibama e no edifício sede do MMA, explicando aos participantes sobre o papel de cada um e como eliminar os criadouros em casa. Nesta sexta-feira, serão realizadas, pelo governo federal, ações mais intensivas em 223 municípios considerados prioritários, escolhidos com base na ocorrência da dengue e com população superior a 50 mil habitantes.

 

 

DICAS

 

Eliminar, vedar e cuidar. Esses são os meios de evitar que o Aedes nasça e possa se transformar em vetor de doenças. Elimine tudo que pode acumular água – água parada é um dos maiores atrativos; vede as caixas d’água e recipientes que guardam a água; e cuide dos potenciais criadouros que não podem ser eliminados. Veja algumas dicas abaixo.

 

1. Elimine recipientes que possam acumular água.

 

2. Verifique se deixou baldes ou pratinhos na varanda por esquecimento.

 

3. Certifique-se que a caixa d'água está vetada.

 

4. Procure deixar calhas e pneus totalmente limpos.

 

5. Coloque baldes e garrafas vazias com as bocas viradas para baixo.

 

6. Mantenha a manutenção em dia de piscinas e áreas de hidromassagem.

 

7. Limpe canaletas externas e ralos.

 

8. Atente-se ao possível acúmulo de água em plantas como babosa e bromélia.

 

9. Portas e janelas devem permanecer fechadas ou teladas.

 

10. Dedique ao menos 15 minutos por semana para realizar a vistoria na área interna e externa da casa e, assim exterminar os possíveis focos do mosquito aedes Aegypti.

 

Matérias relacionadas:

 

Mutirão contra o mosquito na sede do MMA

 

Descarte correto de pneus elimina criadouros

 

País se mobiliza contra o Aedes aegypti

 

Fotos: Acácio Pinheiro/MinC e Jorge Cardoso/MMA.

 

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA): 61.2028-1227

Fonte: Ministério do Meio Ambiente - Por Marta Moraes – Edição: Alethea Muniz.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.