11/06/2014

ICMBio e Gerdau assinam termo de compromisso ambiental

Foto: divulgação.

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Gerdau, empresa brasileira líder no ramo de siderurgia, assinaram nesta quarta-feira (11) um Termo de Compromisso Ambiental relacionado à compensação espeleológica no estado de Minas Gerais. No encontro, ficou acordado que a Gerdau criará uma Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) nas regiões de Acros, Pains e Doresóplis (MG) para compensar os impactos ambientais que provocar em cavernas com alto grau de relevância natural.


O acordo é baseado no Decreto nº 6640/2008 e na Instrução Normativa nº 30/2012, que falam sobre a Espeleologia, ciência que estuda as cavernas. Segundo a lei, caso a empresa danifique uma caverna, deverá preservar outras duas com mesmo grau de importância e características similares.


Caso na área do empreendimento não exista essas cavernas, o ICMBio negociará outra forma de compensação. Neste caso, a RPPN deverá ser criada nas propriedades do empreendedor. "Nós gostaríamos que em um futuro próximo as empresas, como a Gerdau, pudessem ter uma participação e uma contribuição maior na gestão dos nossos patrimônios naturais, como irá acontecer a partir de agora", afirmou o presidente do ICMBio, Roberto Vizentin.


O diretor-executivo da Gerdau, Marcus Duarte, disse que esse acordo é fundamental para os próprios valores adotados pela empresa e que já estava sendo negociado há algum tempo. "Isso tem um impacto em relação a nossa produção. Foi uma caminhada longa, mas finalmente chegamos a um acordo em que ambas as partes ficaram satisfeitas", disse.


Além do presidente do ICMBio, Roberto Vizentin, e do diretor-executivo da Gerdau, também participaram da assinatura do Termo o diretor de Pesquisa, Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade (Dibio/ICMBio), Marcelo Marcelino, e o diretor de minério de ferro da Gerdau, Paulo Rabelo.


Sobre a Gerdau


A Gerdau é uma empresa líder no segmento de aços longos nas Américas e a maior recicladora da América Latina. No mundo, transforma todos os anos milhões de toneladas de sucata em aço e reforça o compromisso com o desenvolvimento sustentável nas regiões que atua.

Fonte: ICMBio.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.