11/07/2014

Guia de Sustentabilidade 2014 destaca os 190 anos de imigração alemã

Guia destacará os 190 anos da colonização alemã no Brasil e à influência positiva dos imigrantes e descendentes alemães para o meio ambiente da região Sul.

Publicação foi lançada no Fórum de Gestão Sustentável 2014, evento realizado na sede da FIESC, em Florianópolis, no dia 25 de julho.
Veja Galeria de Fotos.


Nos seus 190 anos de Brasil, foi no Sul que os alemães fincaram seus valores culturais e sociais mais profundos. Santa Catarina, seguida pelo Rio Grande do Sul, é o estado mais germânico do Brasil. Aproximadamente 25% de sua população é de ascendência alemã, mais de 1,5 milhão de pessoas.


Não há setor de atividade catarinense onde não se faça visível a herança alemã. É o caso de Joinville e Blumenau, duas das principais cidade do estado, ou de grandes empresas com DNA alemão que encabeçam rankings nacionais ou até mesmo globais. Os três maiores polos industriais de Santa Catarina concentram-se em cidades com sotaque germânico. Eles criaram uma nova classe social de artesãos, técnicos e pequenos proprietários rurais, que não existia na região. Introduziram a Revolução Industrial na selva brasileira.


Dezenas de milhares de empregos e muita riqueza são gerados nos dois gigantescos polos industriais que criaram, o de calçados, no gaúcho Vale do Sinos, e o têxtil, no catarinense Vale do Itajaí.


Entre os corajosos imigrantes que se aventuraram no novo mundo, vieram naturalistas, botânicos e cientistas, atraídos pela exuberância da floresta e da fauna. Alguns conquistaram fama mundial por suas experiências aqui, como Fritz Müller ou Fritz Plaumann. Eles deixaram também uma herança ambientalista. Das 11 personalidades ambientais que o Prêmio Expressão de Ecologia selecionou em seus 21 anos, oito tinham sobrenome alemão. Várias empresas com ascendência alemã também conquistaram o prêmio nestas duas décadas.


Esse é o principal elo entre o XXI Prêmio Expressão de Ecologia e a comemoração dos 190 anos da chegada dos alemães. A editora também prepara um livro, dentro da Lei Rouanet, sobre a força do sabor alemão no caldeirão cultural do Sul brasileiro.


O Guia de Sustentabilidade aborda também o problema dos lixões no país, que por lei deveriam ser zerados em agosto próximo. Mas não serão. Estima-se que a cada ano 24 milhões de toneladas, o equivalente a 168 Maracanãs lotados, sejam atirados em lixões, causando graves danos ambientais e para a saúde dos brasileiros. Se o Sul vai acima da média nacional nesse quesito, nossos rios vão mal: quatro deles, comandados pelo paranaense Iguaçu, estão no ranking dos 10 mais poluídos do país. Os rios brasileiros pedem socorro: eles recebem a cada ano 15 bilhões de dejetos e esgotos e muitos estão morrendo.


Os cases do Prêmio são um alento. São empresas, entidades, prefeituras e ONGs que apostam em um futuro menos tenebroso para o país.


DESTAQUES DA PUBLICAÇÃO


A HERANÇA ALEMÃ

Em 190 anos de Brasil, a inuência maior foi no Sul, onde revolucionaram a economia, criaram polos e gigantes industriais, deram sabor à cultura e introduziram os primeiros ambientalistas.


BRASIL DE CARA SUJA
Lixões não serão zerados, como exige a lei, e anualmente envenenam saúde e ambiente do país com o equivalente a 168 Maracanãs lotados. Sul tem quatro dos dez rios mais poluídos do Brasil.


PRÊMIO EXPRESSÃO DE ECOLOGIA
Os 112 participantes do Prêmio investiram
R$ 123,7 milhões nos 164 projetos inscritos. Com 273 mil funcionários e faturamento de
R$ 174 bilhões, eles investem R$ 473 milhões em ações ambientais.



AQUISIÇÃO DE EXEMPLARES

A publicação poderá ser adquirida através do site da Editora Expressão, pelo valor de R$ 25,00 por exemplar mais o frete de envio pelo correio.


Veja a versão e-book do Guia de Sustentabilidade 2013

 

Veja a versão e-book do Guia de Sustentabilidade em anos anteriores

Fonte: Editora Expressão.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.