11/12/2013

Governo de Santa Catarina certifica 43 empreendimentos para o Programa Economia Verde e Solidária

Foto: James Tavares/Secom

O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, acompanhado do secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Paulo Bornhausen, e do secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, João José Candido da Silva, entregou nesta quarta-feira, 11/12, certificados para 43 empreendimentos produtivos coletivos selecionados pelo programa Economia Verde e Solidária. Serão repassados R$ 20 milhões, dos quais R$ 10 milhões são do governo do Estado e os outros R$ 10 milhões são de financiamento com o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 


“Queremos dar condições para todas essas cooperativas e associações que realizam esse trabalho solidário com materiais recicláveis. Isso traz um desenvolvimento pessoal e melhora na qualidade de vida das pessoas. O que estamos fazendo aqui é reconhecer esse trabalho e essas lideranças, além de dar melhores condições através do aporte de recursos do BNDES e do Governo do Estado. É um grande ganho e um trabalho social muito bonito e forte”, enfatizou o governador.


Foram analisadas 148 propostas que passaram por várias etapas, como habilitações jurídicas e técnicas, além de visitas. Deste total foram selecionados 43 projetos que dividirão R$ 10 milhões, do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para execução dos projetos. Serão 34 associações e nove cooperativas e cada uma receberá até R$ 300 mil para a aquisição de equipamentos, máquinas, móveis, infraestrutura e capital de giro, limitado a 10% do valor concedido.


Outros R$ 10 milhões do Governo do Estado, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC) serão usados para que os participantes tenham acesso a diagnósticos setoriais, capacitação e consultorias em gestão empresarial, em melhorias de processos, produtos e logística e em gestão ambiental, além da participação em feiras e rodadas de negócio.


A artesã Valkyrie Fabre, de Ibirama, contou que o projeto é um grande incentivo para que entidades como a dela possam ter independência. “Antes ficávamos em locais custeados pela prefeitura e agora com esse projeto teremos a nossa própria sala”. Representando a Associação de Artesãos Olaria das Artes de Morro da Fumaça, Antônio César Pereira falou sobre os desafios do empreendimento. "O artesão trabalha movido pela paixão de seu ofício, mas precisamos de reconhecimento, capacitação e investimento. Este projeto é fundamental justamente por viabilizar o sonho de todos que estão aqui", salientou.


Bornhausen destacou que o programa é pioneiro no Brasil e que, além de gerar emprego e renda, ajuda no meio ambiente. “É inclusão social e melhora nas condições ambientais. Eles têm a capacidade de poder produzir e se transformarem em instituições que empregam muitas pessoas, ao mesmo tempo geram receita e ainda ajudam a limpar e melhorar o meio ambiente”, explicou.


O programa Economia Verde e Solidária é realizado em parceria com Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), com objetivo de ajudar empreendimentos produtivos coletivos catarinenses, como associações e cooperativas, de baixa renda e sem fins lucrativos. “A ideia é fortalecer esses empreendimentos de economia solidária e que usam resíduos de outras cadeias produtivas para criarmos, em Santa Catarina, uma economia forte e sustentável. São várias associações que estão usando esses insumos, que eram considerados lixo ou resíduos, e transformando em matéria-prima para uma nova atividade econômica”, explicou a secretária adjunta da SDS, Lucia Dellagnelo.


Participam ainda do comitê gestor do programa, que é presidido pela SDS, a Secretaria da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), a Fundação do Meio Ambiente (Fatma), a Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), a Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

 

>>> Mais imagens na galeria de fotos

Fonte: Rafael Vieira de Araujo / Secom - Governo de SC




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.