13/11/2014 ICMBio e IBAMA assinam normativa sobre manejo da fauna silvestre

ICMBio e IBAMA assinam normativa sobre manejo da fauna silvestre

Foto: divulgação.

Documento estabelece responsabilidades das duas instituições.

 

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) assinaram no dia 13/11 (quinta-feira) uma instrução normativa estabelecendo novos procedimentos para o manejo e a conservação da fauna silvestre brasileira.

 

A cerimônia aconteceu na Floresta Nacional Mário Xavier, em Seropédica, região Metropolitana do Rio de Janeiro. Na ocasião, o Ibama também inaugurou a obra de reforma no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas-RJ), que funciona dentro da Unidade de Conservação (UC).

 

"Essa normativa preenche lacunas existentes e estabelece responsabilidades, mas também estabelece o ponto de encontro das duas instituições, onde essa relação é complementar", comentou o presidente do ICMBio, Roberto Vizentin.

 

O presidente do Ibama, Volney Zanardi Júnior, destacou que a nova normativa passa a investir na convergência entre as autarquias. "A conservação da fauna, feita pelo ICMBio, deve ser articulada com as competências do Ibama, que são mais voltadas ao controle e ao uso sustentável da fauna", completou Zanardi.

 

Outro destaque da nova instrução normativa, segundo a diretora de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas, Hanry Alves Coelho, é a necessidade de o Ibama consultar, em primeiro lugar, os programas de conservação do ICMBio antes de destinar espécies, especialmente as ameaçadas, para integrar as ações das duas instituições.

 

Reinauguração do Cetas/RJ

 

O Cetas-RJ foi reinaugurado no mesmo local, onde está desde 2002, depois de passar por reformas para adequar os recintos dos animais e construir dois corredores de voo, que são espaços fundamentais para a reabilitação de aves silvestres.

 

"Foram investidos R$ 355 mil na reforma, que entregamos agora completamente concluída", disse a superintendente do Ibama no Rio de Janeiro, Silvânia Gonsalves.

 

Na ocasião, o presidente do Ibama destacou a importância do Cetas e o desafio que significam para o instituto. "A fauna é importantíssima para o país e para o futuro do Ibama. Precisamos encará-la de forma estratégica. É uma agenda que precisa avançar em articulação com outras instituições", finalizou Zanardi.

Fonte: ICMBio, com informações do Ibama.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.