14/08/2014

Comitê para gestão florestal é criado em Santa Catarina

Foto: Ana Ceron/Sec. Agricultura.

O setor florestal de Santa Catarina contará com uma entidade voltada para o desenvolvimento sustentável dos recursos florestais no Estado. A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca oficializou no dia 14/8 (quinta-feira), em Lages, a criação do Comitê Estadual de Gestão Sustentável Florestal (CGFlorestal), com a assinatura da Portaria SAR nº 20/2014. O CGFlorestal tem por objetivo assessorar tecnicamente o Governo do Estado na elaboração de políticas públicas para o setor florestal.

 

>>> Faça download das fotos na galeria


>>> Ouça o boletim da Rádio Secom e faça download


Ele terá a participação de órgãos dos setores público e privado, com representantes de entidades do Governo do Estado, Governo Federal, instituições de ensino e da iniciativa privada. A criação do CGFlorestal representa um avanço para a gestão das florestas catarinenses, sendo um espaço para discussão e formulação de políticas para a cadeia produtiva florestal com equilíbrio entre os interesses social, econômico e ambiental.


O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, afirmou que a criação do Comitê representa um salto para o futuro. "Ele representa a união de propostas e ações. Quando temos o Governo do Estado ouvindo o setor produtivo, as chances de acertar são muito maiores e esse diálogo fará com que Santa Catarina continue se destacando na produção florestal", ressaltou.


O Comitê será presidido pelo secretário  Spies, e terá foco em ações voltadas para o apoio da gestão e formulação de políticas públicas para o uso sustentável das florestas e o cultivo de florestas com fins econômicos. "Nós precisamos das florestas e não precisamos desmatar para produzir mais. Temos que compensar com inteligência a pressão que a densidade populacional exerce nos recursos naturais, devemos combinar produção com preservação", destacou Spies.


Santa Catarina é o maior produtor nacional de móveis de madeira e de papel Kraft, ambos feitos de pinus, além do segundo maior produtor de madeira serrada de pinus. Hoje, cerca de 9% do PIB catarinense é constituído por riquezas geradas a partir da madeira. Segundo Airton Spies, o estado tem o relevo acidentado como como marca registrada, o que implica em zonas muito diversificadas. "Transformar essa vantagem comparativa em vantagem competitiva requer planejamento. Para preservar nós precisamos usar os recursos naturais com inteligência".


Entre as demandas do setor estão estudos e ações para proteção, recuperação e uso sustentável das florestas nativas remanescentes. No Estado, 30% do território ainda é coberto por mata nativa. Para o secretário, com base no Inventário Florístico Florestal de Santa Catarina, concluído em 2013, ficou evidente a diversidade florestal, tanto em espécies nativas como em espécies exóticas cultivadas. 


Por fim, o secretário lembrou que a criação do Comitê é uma atitude responsável dos setores público e privado. "Nosso dever é repassar às próximas gerações o mesmo recurso natural que herdamos de nossos antecessores. Isso é sustentabilidade".


O Comitê Estadual de Gestão Sustentável Florestal será constituído pelas seguintes instituições: Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca; Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável; Secretaria de Estado da Educação; Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc); Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri); Fundação do Meio Ambiente (Fatma); Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina (BPMA); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc); Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc); Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar no Estado de Santa Catarina (Fetaesc); Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul); Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc); Associação Catarinense de Empresas Florestais (ACR); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc); Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc); Universidade Federal do Estado de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Regional de Blumenau (FURB).


Informações adicionais para a imprensa:


Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3239-4039 -(48) 3239-4137-
(48) 8843-4996
www.agricultura.sc.gov.br

Fonte: Ana Ceron / Secretaria da Agricultura e da Pesca - Governo SC.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.