14/11/2013

COP 19: proposta brasileira causa polêmica

Deu o que falar nos corredores da CoP19 a proposta feita pelo Brasil para que o IPCC-Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas estude formalmente a responsabilidade histórica dos países quanto às emissões acumuladas de gases de efeito estufa (GEE).


O Brasil vem defendendo desde 1997 o uso das emissões históricas acumuladas como parâmetro de distribuição dos esforços de redução de emissões de GEE entre os países com base no fato científico de que o dióxido de carbono – de longe o maior gás de efeito estufa – uma vez emitido permanece na atmosfera por mais de 100 anos, ao longo dos quais continua a aquecer o planeta. A ideia de repassar esta contabilidade aos cientistas do IPCC agrega muita força à tese.


O assunto gerou polêmica na reunião de hoje do SBSTA- Corpo Subsidiário de Assessoria Científica e Tecnológica, colocando países desenvolvidos e em desenvolvimento em campos opostos, já que o maior ônus de ação recairia sobre o mundo desenvolvido. Os EUA tem defendido que todos devem participar dos esforços, inclusive os países emergentes cujas economias estão crescendo e consumindo cada vez mais energia e combustível. A chamada Proposta Brasileira, que havia sido protocolada junto à UNFCCC em 12 de setembro deste ano, tem apoio dos outros países do grupo BASIC – Índia, China e África do Sul. No Twitter, ela foi quase que unanimemente bem recebida.

Fonte: FATMA / Assessoria de Informação




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.