15/01/2015 Febre do ouro acelera desmatamento na América Latina, revela estudo

Febre do ouro acelera desmatamento na América Latina, revela estudo

Imagem de arquivo exibe desmatamento provocado pela exploração de uma mina de ouro ilegal na Floresta Amazônica. Um estudo, publicado na revista "Environnemental Research Letters", descobriu que a proliferação das minas de ouro nos últimos anos em várias regiões da América Latina acelera o desmatamento, ameaça a biodiversidade dessas áreas e contribui para a emissão de gases causadores do efeito estufa. Foto: Nacho Doce/ Reuters.

A proliferação das minas de ouro, às vezes ilegais, observada nos últimos anos em várias regiões da América Latina acelera o desmatamento, ameaça a biodiversidade dessas áreas e contribui para a emissão de gases causadores do efeito estufa - alerta estudo publicado no dia 14/1 (quarta-feira).

 

"A febre do ouro mundial conduziu a um aumento significativo do desflorestamento das selvas tropicais na América do Sul", escrevem os autores do estudo publicado na revista "Environnemental Research Letters".

 

Entre 2001 e 2013, pelo menos 1.680 km² de florestas tropicais foram derrubados para a exploração das minas de ouro, relatam os especialistas.

 

Isso representa uma pequena parte dos milhões de quilômetros quadrados de floresta tropical de todo o planeta, mas a riqueza biológica das áreas exploradas pelos garimpeiros é excepcional.

 

"Embora a perda das florestas, devido à exploração das minas, seja menos importante do que o desmatamento causado pela agricultura, acontece nas regiões tropicais com a biodiversidade mais rica", destaca Nora Alvarez-Berrios, uma das autoras do estudo.

 

Na região de Madres de Dios, no Peru, por exemplo, um hectare de selva pode conter "até 300 espécies de árvores", explica a pesquisadora da Universidade de Porto Rico.

 

O agravante é que 90% da destruição detectada desde 2001 ocorre em apenas quatro regiões que fazem ecossistemas e, com frequência, perto de zonas protegidas.

Fonte: AFP (Em Paris).




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.