15/03/2016 Mais do que preservação, Dia Mundial da Água chama atenção para luta contra proliferação de doenças

Mais do que preservação, Dia Mundial da Água chama atenção para luta contra proliferação de doenças

Foto: divulgação.

BLUMENAU (SC) – A conscientização para a economia dos recursos hídricos é uma preocupação constante de todos. O Dia Mundial da Água, promovido em 22 de março, foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para que a população fique alerta e pense em alternativas para preservar um dos bens mais preciosos do nosso planeta. Mas além da conscientização para preservar a água, hoje atitudes simples devem ser colocadas em prática para evitar a água parada e a proliferação de doenças graves, como dengue, chikungunya e zika.

 

A situação recente da crise hídrica que afetou algumas regiões do país foi mais um estímulo para que as pessoas passassem a adotar novos hábitos e a adaptar a casa para torná-la mais sustentável. Prevendo este cenário, muitas empresas desenvolveram produtos que são eficientes neste quesito e que oferecem segurança no funcionamento, com garantia de uso e com valores bem acessíveis.

 

Um dos mais conhecidos são os mecanismos de descarga Dual Flush, com duplo acionamento de descarga que permite até 50% de economia de água cada vez que é usado. O especialista em hidráulica e responsável pela empresa de sistemas hidrossanitários pioneira no desenvolvimento deste mecanismo no Brasil, Paulo Censi, explica que é possível instalar em novas residências e também adaptar em sistemas mais antigos, podendo ser instalado em qualquer modelo de caixa acoplada. “Temos muitos casos bem sucedidos de instalações em condomínios residenciais e empresariais que após a instalação desse mecanismo obtiveram 50% de economia de água e uma redução de 35% no valor da conta mensal”, revela.

 

agua (1)

 

Cuidados também com água parada

 

Mas os cuidados com a água vão além da preocupação com a conservação. O surto de doenças como dengue, chikungunya e zika, transmitidas pelo Aedes Aegypti, tem chamado a atenção para os problemas que surgem com a água parada.  “É importante as pessoas utilizarem produtos seguros e certificados, afinal ninguém quer uma torneira ou chuveiro pingando dentro de casa, que pode acumular água e virar um foco para o mosquito”, frisa Paulo Censi.

 

O especialista recomenda algumas dicas para serem aplicadas em casa e também produtos que ajudam a manter o mosquito longe.

 

– Caixa da água: não deixar destampada e ficar sempre atento se as boias e equipamentos estão em funcionamento, assim a água não fica parada. Quando fizer a limpeza e for armazenar água, ela precisa ficar em local bem tampado.

 

– Máquina de lavar roupas: deixar a torneira da máquina sempre fechada após seu uso e tomar cuidado com o armazenamento da água que sai da máquina. É possível usar essa água para lavar calçadas e molhar as plantas, mas cuidado para não deixar em baldes abertos e no tanque por um período longo.

 

– Cuidar com a instalação dos equipamentos para que estejam sempre vedados e bem instalados, evitando vazamentos e acúmulo de água.

 

– Grelhas de aço inox com fecho são colocadas nos ralos dos banheiros e evitam mau cheiro e insetos e também o risco do ralo servir como criadouro para o mosquito da dengue.

 

– Não despejar a água de vasos, garrafas e outros em tubulações de pia, tanques e chuveiros. Além da água parada, o mosquito gosta do escuro para reprodução.

 

agua (1)

 

Informações para a imprensa – Oficina das palavras:
Patrícia Wippel –  litoral2@grupoodp.com.br – (47) 3346-3797 / (47) 9994-1265.

 

Censi Sistemas Hidrossanitários
Rua Bahia, 4253, Salto Weissbach, Blumenau (SC)

Fonte: Oficina das Palavras.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.