15/10/2016 Consumo consciente começa na infância

Consumo consciente começa na infância

 

No Dia do Consumo Consciente (15/10), Ministério do Meio Ambiente estimula a reflexão sobre a adoção de atitudes sustentáveis desde a infância.

 

Em comemoração ao Dia do Consumo Consciente (15/10), o Ministério do Meio Ambiente (MMA) incentiva uma maior conscientização sobre o consumismo infantil, propondo novos comportamentos desde a infância e apontando como pequenas atitudes podem gerar grandes mudanças.

 

A diretora do Departamento de Produção e Consumo Sustentável (DPCS) do MMA, Raquel Breda, destaca que o consumo consciente deve ser estimulado desde muito cedo com as crianças. “A compreensão de que se pode viver e ser feliz com menos e sem apego aos bens materiais, evitando assim o consumismo, é um ato de formação do indivíduo para a cidadania ambiental”, afirma.

 

O Ministério do Meio Ambiente instituiu o Dia do Consumidor Consciente em 15 de outubro de 2009, para divulgar um movimento de conscientização que vem tomando conta do planeta.  Raquel Breda ressalta que a data serve como oportunidade para conscientizar a sociedade sobre o que é realmente importante e de como a mudança de comportamento de cada um pode trazer melhor qualidade de vida e um ambiente mais saudável para todos.

 

NOVAS GERAÇÕES

 

Para auxiliar na formação de uma nova geração de consumidores foi lançado, neste mês, pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, uma versão do Código de Defesa do Consumidor (CDC) para o público infantil que trata dos impactos do consumo. Uma das abordagens do documento é como o consumismo é um grande inimigo do meio ambiente.

 

Com esse objetivo, a publicação aponta a necessidade da economia de energia e água, da reflexão sobre as compras desenfreadas e o desperdício de alimentos. A versão infantil do Código cita, como exemplo, que para fabricar uma calça jeans são necessários 11 mil litros de água, sugerindo que se analise a real necessidade de comprar um jeans novo antes de usar bem o antigo.

 

ATITUDES

 

A mudança de comportamento começa nas pequenas atitudes cotidianas. Recentemente, a pesquisa “O Consumo Consciente no Brasil”, conduzida por empresa especialista na avaliação do atendimento ao consumidor, mapeou as principais práticas associadas ao consumo consciente consideradas pelos brasileiros. Em primeiro lugar, com 97%, está a economia de energia elétrica e o combate ao desperdício de água. Algumas atitudes rotineiras garantem economia de energia e água: apagar a luz do ambiente que não está sendo utilizado, não tomar banho demorado e fechar a torneira enquanto escova os dentes.

 

Outras atitudes apontadas pela pesquisa, que são simples de serem incorporadas no dia-a-dia e podem ser adotadas desde cedo, são: comprar produtos de empresas que respeitam o meio ambiente (96%); reciclar e separar o lixo (96%); evitar o descarte de comida (94%), comprar produtos orgânicos ou material reciclado (90%); utilizar o carro no esquema de caronas (85%); utilizar transporte público em substituição ao carro (84%); substituir o carro por bicicleta (82%); e não consumir produtos testados em animais (70%). 

 

Confira o Código de Defesa do Consumidor versão infantil e algumas dicas sobre consumo consciente.

 

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA): (61) 2028-1227

Fonte: Tinna Oliveira - Ministério do Meio Ambiente.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.