16/09/2013

Alta do gás natural no RS prejudica setor industrial, afirma FIERGS

Foto: divulgação

O aumento do preço do gás natural em 9,7% para o setor industrial, anunciado nessa segunda-feira (16/9) pela Companhia de Gás do Estado (Sulgás), eleva os custos de produção e diminui a competitividade das empresas, afirma o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do sul (FIERGS), Heitor José Müller. "Quando o gás natural foi disponibilizado para a região Sul do Brasil, imaginávamos que a economia do Estado alcançasse novos patamares de modernização e desenvolvimento, através da divulgação dos benefícios da utilização desse energético no processo produtivo, por ser um combustível limpo e de preço competitivo", lamentou. 

O presidente da FIERGS destacou ainda que as indústrias realizaram fortes investimentos na troca de equipamentos para adequação ao novo combustível. "O reajuste provoca uma série de incertezas em relação ao futuro do mercado", salientou. O Rio Grande do Sul, lembrou Müller, já enfrenta escassez de gás natural devido à falta de estrutura em transporte para atender as atuais demandas, pois conta apenas com o gasoduto Bolívia-Brasil. Atualmente, o setor industrial representa para a Sulgás 70,37% do mercado gaúcho.

Fonte: FIERGS




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.