18/11/2016 Delegação brasileira avalia a COP 22

Delegação brasileira avalia a COP 22

Governo brasileiro: pacto pelo clima. Foto: Divulgação/MMA.

Informe preliminar divulgado pelo Brasil nesta sexta-feira (18/11) analisa a conferência sobre mudança do clima, que termina hoje em Marrakech.

 

O chefe da delegação brasileira na Conferência das Partes sobre Mudança do Clima (COP 22), ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, reuniu-se nesta sexta-feira (18/11), em Marrakech, com o negociador chefe da delegação brasileira, embaixador José Antônio Marcondes, e assessores, para fazer uma avaliação preliminar das discussões na Conferência.

 

No final do dia, foi divulgada uma avaliação preliminar da COP 22. Segundo o documento, enquanto a COP 21 pode ser descrita como um “ponto de chegada” que finalizou um processo negociador ao adotar o Acordo de Paris, a COP 22 constitui um “ponto de partida”, cujo foco é a definição do chamado "livro de regras" para a implementação das obrigações assumidas pelos países signatários do Acordo.

 

Confira aqui a íntegra do documento

 

O Brasil participou da COP com 271 delegados, entre os quais estavam representantes de diferentes âmbitos do governo, da academia, de entidades privadas e de organizações não governamentais. No total, 87 ligados ao governo e 184 da sociedade civil. Dentre os participantes governamentais, 16 eram parlamentares.

 

Segundo o ministro Sarney Filho ressaltou em suas intervenções, o Acordo de Paris é irreversível e é necessário acelerar os trabalhos para sua plena implementação. Em pronunciamento na abertura do segmento de alto nível da COP 22, Sarney Filho afirmou que o Brasil está preparado para cumprir seus compromissos e que, com instrumentos financeiros e de investimento adequados, pretende atingir seus objetivos antes dos prazos estabelecidos.

 

As negociações sobre metas de financiamento de longo prazo conclamaram os países desenvolvidos a ampliarem seu nível de financiamento, com um “mapa do caminho” que demonstre como se chegará ao objetivo dos 100 bilhões de dólares anuais em 2020.

 

SAIBA MAIS

 

A conferência teve início no dia 7 de novembro e termina nesta sexta-feira (18/11). Tem o objetivo de regulamentar os detalhes acerca do Acordo de Paris. Esse pacto representa um esforço de mais de 190 países para conter as emissões de gases de efeito estufa e, com isso, limitar o aumento da temperatura média global a bem abaixo de 2ºC.

 

Para isso, cada país apresentou metas voluntárias para implementação em seus próprios territórios. Considerada uma das mais ambiciosas, a meta brasileira é reduzir em 37% as emissões até 2025, com indicativo de chegar a 43% em 2030. Ambas com base nos níveis registrados em 2005.

 

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA): (61) 2028-1227

Fonte: Ministério do Meio Ambiente.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.