18/11/2016 No último dia da COP22, secretário-geral da ONU elogia apoio global à ação pelo clima

No último dia da COP22, secretário-geral da ONU elogia apoio global à ação pelo clima

Secretário-geral da ONU afirmou na conclusão da COP22 que todos os países entendem que a ação pelo clima é essencial para sua segurança. Foto: PNUMA.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou nesta sexta-feira (18) os resultados obtidos na conferência da ONU para o clima (COP22), concluída em Marrakesh, no Marrocos.

 

Durante a conferência, governos endossaram a “Proclamação de Marrakesh”, que reafirma o contínuo apoio global ao Acordo de Paris para o clima e “demonstra a determinação de todos os governos à implementação do pacto o mais rápido possível”, disse Ban.

 

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou nesta sexta-feira (18) os resultados obtidos na conferência da ONU para o clima (COP22), concluída em Marrakesh, no Marrocos, de acordo com comunicado publicado por seu porta-voz.

 

Durante a conferência, governos endossaram a “Proclamação de Marrakesh”, que reafirma o contínuo apoio global ao Acordo de Paris para o clima e “demonstra a determinação de todos os governos à implementação do pacto o mais rápido possível”, disse Ban.

 

O secretário-geral afirmou que todos os países entendem que a ação pelo clima é essencial para sua segurança, prosperidade econômica e para a saúde e bem-estar de seus cidadãos.

 

A cooperação global baseada em uma ação nacional forte é essencial, acrescentou ele, completando que nenhum país, independentemente de seu tamanho ou força, está imune aos efeitos das mudanças climáticas, “e nenhuma nação pode combatê-las sozinha”.

 

Em Marrakesh, as partes avançaram no estabelecimento de regras para a implementação do Acordo de Paris, que entrou em vigor em 4 de novembro, anos antes das expectativas. Atualmente, 111 países, respondendo por mais de 75% das emissões de gases do efeito estufa, ratificaram o documento.

 

O secretário-geral também elogiou a liderança demonstrada por muitos dos países mais vulneráveis do mundo, alguns deles da África, no sentido de se mover o mais rápido possível para uma energia 100% limpa e um futuro resiliente do ponto de vista climático.

 

Enquanto o termostato global continua subindo, Ban renovou seu chamado a todos os países e todos os setores da sociedade a aumentar significativamente sua ambição e redobrar seus esforços para a redução das emissões.

 

Ele também pediu que os países desenvolvidos cumpram sua promessa de mobilizar 100 bilhões de dólares por ano até 2020 para ajudar os países em desenvolvimento na ação pelo clima.

Fonte: ONU Brasil.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.