19/08/2013

Apremavi recebe Expressão de Ecologia pela quinta vez

Edilaine Dick e Marcos A. Danieli, coordenadores do projeto premiado, recebem o troféu do Prêmio Expressão de Ecologia em nome da Apremavi das mãos de Marlene Kerber, do BRDE.
Foto: Edson Junkes

A Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi) recebeu pela quinta vez o Prêmio Expressão de Ecologia, a maior premiação ambiental do Sul do país, que nesse ano completa a sua 20ª edição. 

O Troféu “Onda verde”, símbolo do Prêmio Expressão de Ecologia, foi entregue durante o Fórum de Gestão Sustentável, realizado na FIESC, em Florianópolis (SC), no dia 16 de agosto de 2013, reunindo representantes de empresas, ONGs e setor público.  

Além da entrega do Prêmio Expressão de Ecologia também foram entregues  os  Certificados de Sustentabilidade para os destaques, na região Sul do Brasil, da Pesquisa de Gestão Sustentável.  Os vencedores do Prêmio Expressão, as iniciativas de destaque, bem como 250 ações sustentáveis que melhoram o Sul do Brasil estão retratadas no Guia de Sustentabilidade 2013,  lançado durante o evento. O Guia traz também dados e uma reflexão sobre a questão das mudanças climáticas, apontando para o perigoso recorde do CO2, a herança maldita do caos climático e as guerras futuras pela água. 

Durante o evento também foi lançado o livro “Caminhos do Sul”, do jornalista Wladimir Brandão, que descreve oito caminhos históricos que foram usados para ocupação e desenvolvimento do Sul do Brasil. 

Uma peça de teatro com tema ambiental, apresentada por funcionários da empresa Tupy, retratando os problemas que a falta de conscientização ambiental provoca na vida das pessoas, fechou a programação do evento. 

A Apremavi conquistou o prêmio na categoria Conservação de Recursos Naturais, com o projeto Integração e Capacitação de Conselhos e Comunidades na Gestão Participativa de Unidades de Conservação Federais e Estaduais - Oeste de SC e Centro-Sul do PR. 

O projeto foi desenvolvido de fevereiro de 2011 a novembro de 2012, e envolveu a participação de comunidades, conselheiros e gestores de 04 Unidades de Conservação federais e 02 estaduais. 

Cerca de 850 pessoas foram envolvidas nas atividades do projeto, com destaque para  a capacitação dos conselhos das Unidades de Conservação (UCs) envolvidas, renovação dos conselhos consultivos do Parque Nacional das Araucárias e Parque Estadual das Araucárias, cursos, seminários e intercâmbios. O projeto também editou um vídeo com a história da Floresta Nacional de Chapecó e publicou o livro "Gestão Participativa em Unidades de Conservação - uma experiência na Mata Atlântica". 

O projeto teve a anuência e parceria do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e da Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (FATMA), teve o apoio do PDA Mata Atlântica e parceria de diversas instituições. 

A Apremavi recebeu outras 04 edições do prêmio com os projetos Agroecoeducação (1998), Conservando a Mata Atlântica através do Enriquecimento de Florestas Secundárias (2002), Planejando Propriedades e Paisagens (2007) e Programa Matas Legais (2008). 

O Instituto Carijós, parceiro da Apremavi nas atividades realizadas no Parque Nacional das Araucárias, recebeu o prêmio na categoria Conservação da Vida Silvestre,  com o projeto de Reintrodução do Papagaio-de-peito-roxo no parque. 

Fonte: Edilaine Dick e Miriam Prochnow / Apremavi




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.