20/09/2013

Mais de 1.400 espécies identificadas na Reserva do Arvoredo

A reserva é a única federal que possui remanescentes de Mata Atlântica presentes em suas ilhas, os quais somam mais de 370 hectares de vegetação nativa preservada.
Foto:
Arquivo ICMBio

A Reserva Biológica (Rebio) Marinha do Arvoredo, unidade de conservação (UC) gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) localizada no litoral de Santa Catarina possui 17.600 hectares, sendo 98% ocupado por área marinha. A reserva é a única federal que possui remanescentes de Mata Atlântica presentes em suas ilhas, os quais somam mais de 370 hectares de vegetação nativa preservada. A região abriga uma infinidade de espécies, sendo muitas delas raras e ameaçadas de extinção. A Rebio foi criada em 1990, pelo Decreto nº 99.142, de 12 de março.

 

Na área da reserva biológica foram constatadas mais de 1.400 espécies, sendo cerca de mil marinhas e quatrocentas terrestres. Estudos realizados somente na Ilha do Arvoredo mostraram a presença de 139 espécies de aranhas, 195 de plantas, 28 aves, 10 mamíferos, sete anfíbios, sete lagartos, cinco serpentes, entre outros. Além disso, na área marítima, são 190 espécies de peixes, 145 de moluscos, 53 de caranguejos e siris, além de outros diversos grupos.

 

As ilhas são locais de reprodução de aves marinhas e também sítios arqueológicos de sambaquis e inscrições rupestres. Além disso, os ambientes marinhos fornecem abrigo para reprodução e crescimento de diversas espécies de peixes, o que contribui para a manutenção dos estoques pesqueiros no entorno. A parte sul da Ilha do Arvoredo é aberta para mergulho recreativo. A região não faz parte da reserva, e no resto do local a visitação é proibida, não sendo permitido o desembarque nas outras áreas terrestres da UC, salvo em situações de emergência.

 

Recategorização
Tramita no Congresso Nacional um Projeto de Lei (PL 4.198/2012) para a recategorização da reserva ambiental para parque nacional. "Há prós e contras. O principal contra é que, no Brasil, só existem duas reservas marinhas: a do Arvoredo e a do Atol das Rocas, no Rio Grande do Norte", explica Ricardo Castelli Vieira, chefe da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo. A diferença entre reserva biológica e parque nacional é que a primeira categoria busca a preservação integral, sem interferência humana. Já a segunda categoria possibilita a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental, de recreação em contato com a natureza e de turismo ecológico.

Fonte: Comunicação ICMBio




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.