21/08/2015 COAMO: Programa ambiental conquista troféu Onda Verde e 22º Prêmio Expressão de Ecologia

COAMO: Programa ambiental conquista troféu Onda Verde e 22º Prêmio Expressão de Ecologia

Foto: divulgação/Coamo.

Com o Programa de Incorporação de Argila Ativada em Tijolos, a Coamo conquistou o 22º Prêmio Expressão de Ecologia na categoria Educação Ambiental. A entrega do troféu "Onda Verde" aconteceu nesta sexta-feira (14/08), durante o Fórum de Gestão Sustentável, em Florianópolis, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), em evento prestigiado por autoridades e lideranças, com a coordenação da Editora Expressão.

O programa desenvolvido pela Coamo trata-se de uma forma sustentável de destinação de resíduos gerados em processos produtivos no parque industrial da cooperativa em Campo Mourão, e que contribui para a melhoria do desempenho ambiental. Pelo programa, há mais de um ano a cooperativa destina a argila descartada do refino de óleo a olarias de vários municípios para a produção de tijolos.

A Coamo prioriza o Princípio dos 3Rs, da redução da geração de resíduos na fonte com reutilização e reciclagem. "Com esse programa, a cooperativa garante ganho ambiental na medida em que viabiliza a reciclagem de um resíduo que se transforma em insumo, diferente do que acontece quando o produto final pode virar resíduo ou lixo", explica o tecnólogo Ambiental Maycon Rodrigues Gozer, do departamento de Direito Administrativo e Meio Ambiente da Coamo.

No parque industrial da Coamo, em Campo Mourão, é fabricado o óleo de soja. No processamento é utilizado grande quantidade de argila adsorvente natural e ativada. De acordo com Gozer, na etapa de refino, que normalmente é feita por contato da argila com o óleo bruto, o resultado no final é óleo clarificado e uma torta de filtração contendo argila e as impurezas adsorvidas, juntamente com um certo percentual de óleo retido. "Esta torta é descartada, seca ou úmida, por esta razão há um grande interesse em reduzir ou reaproveitá-la em alguma aplicação que tenha valor agregado, como é o caso do tijolo", esclarece.

O produto final é a fabricação de tijolo contendo 3% da argila residual e de qualidade. "Ao ser incorporado na fabricação de tijolos, os componentes prejudiciais ao meio ambiente são neutralizados. Sem contar, que este programa da Coamo ultrapassou as fronteiras da preservação do meio ambiente, garantindo um produto mais resistente e tolerante a umidade, com uniformidade nos resultados", diz Gozer.

Segundo Djalma Lucio de Oliveira, chefe do departamento de Direito Administrativo e Meio Ambiente da Coamo, a cooperativa desenvolve ações de responsabilidade e conscientização ambiental com o propósito de buscar sempre alternativas e inovações para a proteção do meio ambiente, integrado aos processos produtivos.

"Pelo processo industrial são gerados até 250 toneladas/mês de argila residual. Como fruto desta parceria entre a Coamo e olarias, há desempenho ambiental com ganhos para todos os integrantes do processo. Ao reutilizar este insumo, efetivamente há proteção do meio ambiente, redução de custos e a melhoria do tijolo fabricado."

Fonte: Imprensa Coamo.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.