22/09/2017 Por que está tão quente e seco nesta primavera

Por que está tão quente e seco nesta primavera

Mapa mostra as temperaturas de setembro de 2017 em comparação com a média histórica. Foto: Inmet.

Mapa do Instituto Nacional de Meteorologia mostra a situação anômala que provoca falta d’água, queimadas e incêndios florestais no interior do país

 

O clima seco e quente vem trazendo falta d’água e queimadas no interior do Brasil neste mês de setembro. Um mapa feito pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) mostra como a situação é anômala.

 

O mapa acima exibe como o Brasil está mais quente do que o normal. Ele mostra as temperaturas máximas do dia 1º a 20 de setembro de 2017 em comparação com a média histórica (dos anos 1961 a 1990). Nas áreas em vermelho, as temperaturas estão mais de 3 graus centígrados acima do normal. Só a região do Nordeste, o Espírito Santo e o norte de Minas Gerais teve refresco.

 

O que estamos vendo é consequência de um inverno mais frio e seco no Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, segundo o meteorologista Francisco de Assis Diniz, do Inmet. Além disso, um bloqueio dos ventos de altos níveis na atmosfera entre o Rio Grande do Sul e a Argentina desde o fim de agosto tem impedido a entrada das massas de ar frio sobre o Brasil, conta Assis Diniz. “Isso deixou a atmosfera mais seca”, diz. A primavera seca e quente teve aumento de queimadas e incêndios florestais.

 

A estação tem registrado situações extremas de baixa umidade. Curitiba registrou 12% de umidade relativa do ar. A taxa chegou de 8% a 12% em vários locais de Goiás, Distrito Federal, Tocantins, além de interior de São Paulo e Minas Gerais.

Fonte: Alexandre Mansur- ÉPOCA | Blog do Planeta.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.