23/05/2017 IAP estuda exigir transmissão ao vivo de audiências públicas para obras estruturais

IAP estuda exigir transmissão ao vivo de audiências públicas para obras estruturais

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) avalia a possibilidade de exigir a transmissão ao vivo de próximas audiências públicas para o licenciamento de empreendimentos sujeitos a Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA). A discussão está sendo fundamentada com base no primeiro teste realizado durante a continuação da audiência pública para a Faixa de Infraestrutura no litoral do Paraná, realizada na última quarta-feira (17). Foto: IAP.

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) avalia a possibilidade de exigir a transmissão ao vivo de próximas audiências públicas para o licenciamento de empreendimentos sujeitos a Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA). A discussão está sendo fundamentada com base no primeiro teste realizado durante a continuação da audiência pública para a Faixa de Infraestrutura no litoral do Paraná, realizada na última quarta-feira (17).

Apesar de não ser uma exigência legal, o instituto avalia a transmissão ao vivo do evento como uma alternativa de a população tomar conhecimento dos empreendimentos que solicitam o licenciamento ambiental. “Muito embora as pessoas compareçam às audiências públicas para ter acesso a esse tipo de informação, ela fica restrita ao local e, às vezes, por um compromisso ou alguma outra impossibilidade essa presença pode não ocorrer. Então, se a gente der a condição da pessoa assistir pela internet, por mais que ela não possa participar naquele momento, ela tem a oportunidade de conhecer melhor o empreendimento”, afirmou a diretora de licenciamentos especiais do IAP, Edilaine Viera.

A avaliação dessa exigência visa dar maior transparência aos procedimentos e manifestações com relação aos licenciamentos ambientais de empreendimentos de grande importância para a população. “Essa é mais uma preocupação do órgão com a publicidade e a transparência dos processos de licenciamento. O objetivo principal da audiência pública é levar a informação ao conhecimento dos atingidos e da população em geral sobre os impactos que os empreendimentos podem causar”, completa Edilaine.

SISTEMÁTICA - Durante a transmissão da audiência pública da Faixa de Infraestrutura, a participação da população foi feita através de um cadastro disponibilizado pelo empreendedor. No cadastro era obrigatório inserir nome, CPF, endereço e um meio de contato para que as respostas possam ser enviadas posteriormente ao evento.

Tal medida teve como objetivo documentar a participação de todos, seguindo o que é feito atualmente nas demais audiências públicas. As pessoas devem ser identificadas e os questionamentos documentados para serem inseridos nos processos de licenciamento ambiental.

“Apesar de a divulgação da transmissão ao vivo ter ocorrido somente no dia, pois foi um teste e era preciso a certeza de que daria certo, houve adesão da população. A alternativa se mostrou uma forma de as pessoas que não tenham como se dirigir ao local da audiência possam participar dessa etapa de análise do licenciamento ambiental”, concluiu o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.

A data para que uma próxima audiência pública possa ser transmitida pela internet não foi definida.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Fonte: Instituto Ambiental do Paraná (IAP).




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.