23/11/2016 A imagem de urso-polar com lata presa na boca que serve de alerta para o lixo jogado no mundo

A imagem de urso-polar com lata presa na boca que serve de alerta para o lixo jogado no mundo

A imagem dramática do filhote de urso-polar, que passou duas semanas sem poder se alimentar porque tinha uma lata de leite condensado presa na língua. Foto: Dvorjchenko Vitaliy/The Siberian Times.

Ambientalistas russos fizeram um alerta para os danos causados à vida selvagem pelo lixo que produzimos. O apelo ganhou força depois da divulgação das fotos de um filhote de urso-polar que ficou com uma lata presa na boca.

O caso ocorreu na remota ilha de Wrangel, um santuário natural no círculo Ártico, no extremo nordeste da Rússia, e que integra a lista de patrimônios mundiais da humanidade da Unesco.

 

 

 

O responsável pela reserva, Alexander Grudzev, disse à BBC que o filhote de urso sofreu durante duas semanas com a lata - de leite condensado - na boca e ficou muito estressado, sem conseguir se alimentar.

 

A operação de socorro mobilizou os guardas florestais da reserva, que tiveram que usar dardos tranquilizantes na mãe e no filhote de urso.

 

Santuário de biodiversidade

 

A montanhosa ilha de Wrangel tem a maior densidade populacional de ursos polares em cavernas e morsas-do-pacífico no mundo, segundo a Unesco.

 

O filhote foi avistado no fim de setembro, no início do outono europeu, seguindo a mãe em busca de comida, de acordo com o jornal local The Siberian Times.

 

 

The mother and cub after they had been tranquilised
Para poder retirar a lata, guardas florestais fizeram mãe e
filhote dormirem com dardos tranquilizantes

 

 

Mother and cub after the offending can was removed
Livre da lata, o filhote acompanha a mãe de volta para o seu
habitat na remota ilha de Wrangel, um santuário da
biodiversidade reconhecido pela Unesco. Os ambientalistas
afirmam que ele vai se recuperar totalmente do acidente

 

A lata estava presa na língua do filhote e os guardas florestais tiveram que tomar cuidado ao retirá-la para não provocar um grande sangramento.

 

"Felizmente, tudo acabou bem e espero que isso não aconteça mais", disse Gruzdev à BBC.

 

"Mas este caso mostra o perigo do lixo que o homem produz para os animais selvagens".

 

 

"Às vezes os animais comem sacos plásticos onde havia sido guardada comida".

 


Seis fatos sobre a ilha de Wrangel

  • Tem a maior densidade populacional de ursos polares vivendo em cavernas no mundo

 

  • Acredita-se que foi um dos últimos refúgios dos mamutes, antes da sua extinção

 

  • A International Date Line (IDL) - a linha imaginária de navegação que une os Pólos Norte e Sul e marca a mudança de dia no calendário - foi deslocada para leste para evitar a ilha e a Península de Chukchi no continente russo

 

  • O ponto mais próximo do continente fica a 140 km de distância

 

  • Praticamente todo o território é uma reserva natural protegida por leis federais e administrada pelo Ministério do Meio Ambiente e Recursos Naturais da Rússia

 

  • Fica entre os mares de Chukchi e da Sibéria Oriental, tem cerca de 7.600 km² de superfície e 125 km de comprimento

 


Operação de limpeza

 

"Tivemos o caso de uma raposa que ficou com a cabeça presa em um contêiner onde havia garrafas para a reciclagem."

 

"Temos que estar lembrando constantemente as pessoas sobre a melhor maneira de jogar fora o seu lixo".

 

 

Rubbish being collected on Wrangel Island
Uma grande operação de limpeza vem sendo feita na ilha

 

Gruzdev contou que, ironicamente, a lata que machucou o urso fora deixada por um grupo de trabalhadores contratado para limpar a ilha. A ilha de Wrangel tenta se livrar de toneladas de lixo - parte dele ainda dos tempos da União Soviética.

 

"Os trabalhadores usaram um barril como lata de lixo. Eles jogaram ali todo o lixo do acampamento deles, inclusive latas vazias".

 

"O filhote de urso achou esse barril antes que fosse descartado e, infelizmente, a lata ficou presa quando ele tentou lambê-la por dentro".

 

O filhote escapou sem dano permanente, segundo os especialistas.

Fonte: Alastair Lawson - Da BBC.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.