23/11/2017 Por que as árvores crescem mais rápido nas cidades do que no campo?

Por que as árvores crescem mais rápido nas cidades do que no campo?

Estudo mostra que crescimento das árvores é mais acelerado em áreas urbanas. Foto: Getty Images.

As cidades não parecem, à primeira vista, o ambiente mais propício para o desenvolvimento de vegetação.

 

Mas, de acordo com um estudo recente da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha, as árvores crescem curiosamente mais rápido em áreas urbanas e metropolitanas do que em bosques ou zonas rurais.

 

Os pesquisadores chegaram a essa conclusão ao comparar informações de 1,4 mil árvores em dez cidades do mundo - como Paris, Santiago, Berlim e Cidade do Cabo - com exemplares da mesma espécie em áreas de natureza selvagem.

 

Segundo eles, o crescimento acelerado da vegetação em áreas urbanas se deve aos efeitos das "ilhas de calor" - fenômeno climático em que a temperatura aumenta em cidades com alto grau de urbanização, devido à concentração de edifícios, ruas asfaltadas, sistemas de aquecimento e intensa circulação de veículos, entre outros fatores.

 

Essa diferença de temperatura pode variar de 3°C até 10°C.

 

"Podemos afirmar que as árvores urbanas são maiores que os mesmos exemplares de sua espécie da mesma idade que crescem em áreas rurais porque crescem mais rápido ali", explica o pesquisador Hans Pretzsch, coautor do estudo.

 

O estudo

 

Os pesquisadores selecionaram árvores mais maduras de espécies predominantes em cada cidade e em seus arredores, escolhidas por representarem diferentes tipos de clima.

 

Árvore no campo
Getty Images. No campo, as árvores demoram mais para crescer,
mas também duram mais tempo

 

Em Santiago, única cidade da América Latina analisada, a espécie escolhida foi a Robinia pseudoacacia, conhecida como falsa acácia.

 

É possível encontrar essa árvore por toda capital chilena.

 

Originária do sudeste dos Estados Unidos, onde o clima é temperado e úmido, essa espécie também pode crescer facilmente em condições mais secas.

 

De acordo com o estudo, a diferença de tamanho se mostrou mais evidente em árvores de 50 anos (crescimento de cerca de 25%) e menos acentuada (cerca de 20%) em árvores de 100 anos.

 

Efeitos das 'ilhas de calor'

 

Prédio entre árvores
Getty Images. A diferença de temperatura entre a cidade e o
campo pode variar de 3ºC a 10ºC

 

Segundo os cientistas, a "ilha de calor" acelera o crescimento das árvores de duas maneiras.

 

Por um lado, o aumento da temperatura estimula a fotossíntese. Por outro, prolonga o período de vegetação, estendendo a época do ano em que as árvores podem crescer.

 

O crescimento acelerado vem acompanhado, no entanto, de um ponto negativo: as árvores também envelhecem mais rapidamente.

 

Isso significa que, quando as árvores são plantadas na cidade para melhorar o ar e a qualidade de vida, elas vivem menos tempo e, por isso, precisam ser substituídas com maior frequência.

 

Independentemente das diferenças entre a cidade e o campo, o estudo mostrou que as árvores têm acelerado seu crescimento em ambas as regiões desde a década de 1960 por causa das mudanças climáticas.

Fonte: BBC Brasil.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.