24/06/2014

Custo com o despejo de plásticos ultrapassa 75 bilhões de dólares ao ano, diz ONU

Garrafas de plástico e resíduos de lixo as margens de um rio.
Foto:
ONU/Martine Perret.

Resíduos de plástico ameaçam a vida marinha: estimativas anuais afirmam que somente este tipo de lixo causa 13 bilhões de dólares em prejuízos financeiros para os ecossistemas marinhos. Estas afirmações fazem parte de duas publicações lançadas nesta segunda-feira (23) na reunião inaugural da Assembleia Ambiental da ONU (UNEA, na sigla em inglês).

 O cálculo do impacto financeiro negativo pelo despejo de plásticos no meio marinho e pela poluição do ar causada pela sua incineração chega a 75 bilhões de dólares por ano.


O documento “Valorizar o plástico“, produzido pelo Projeto de Divulgação do Plástico (PDP) e a Trucost, mostra todos os impactos ambientais da cadeia dos plásticos e também formas para gerenciar e divulgar o uso desse material na indústria de bens de consumo. Apresentado pelo diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Achim Steiner, foi lançado em conjunto com a nova edição do anuário do PNUMA, que traz atualizações sobre os impactos ambientas ao longo da última década.


“Estes relatórios mostram que a redução, a reciclagem e uma nova concepção dos produtos que usam plástico podem trazer vários benefícios para a economia verde: desde reduzir o dano econômico para os ecossistemas marinhos e para a indústria do turismo e da pesca — vital para muitos países em desenvolvimento — até trazer recursos e oportunidades de inovação para várias empresas enquanto reduz riscos para a sua reputação”, disse Steiner.


Uma grande quantidade ​​de resíduos de plástico entra no oceano como lixo em atividades turísticas e de pesca ou através de aterros mal geridos. Todo esse plástico, além de atrapalhar a navegação, mata animais marinhos, que ingerem o material ao confundi-lo com alimento, e causa danos críticos aos habitats, como os recifes de coral. Além disso, há uma grande preocupação com a contaminação química do plástico nos oceanos.


O relatório também afirma que, apesar das empresas de bens de consumo atualmente economizarem 4 bilhões de dólares a cada ano devido a uma boa gestão de uso do plástico, como a reciclagem, a divulgação sobre uso do plástico ainda é fraca. Menos da metade das cem empresas avaliadas informou dados relevantes relacionados a sua utilização.


“A pesquisa revela a necessidade de as empresas considerarem uma medida de impacto do plástico, assim como elas fazem com a pegada do carbono, a água e as florestas”, disse o diretor do PDP, Andrew Russell. “Ao medir, gerenciar e relatar o uso do plástico, as empresas podem mitigar os riscos, maximizar as oportunidades e se tornar mais bem sucedidas e sustentáveis.”


As recomendações do documento incluem que as empresas monitorem seu uso de plástico e publiquem os resultados em relatórios anuais, além de se comprometer a reduzir o impacto ambiental do plástico através de metas claras, prazos e formas inovadoras de reciclagem. Saiba mais em http://bit.ly/1lNCGku

Fonte: ONU Brasil.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.