26/09/2013

Paraná monitora fumaça de incêndio em Santa Catarina

Entidades mobilizam-se para monitorar o deslocamento da fumaça e atender a população em casos de intoxicação.
Foto:
James Tavares/SECOM

O Governo do Paraná acompanha a situação do incêndio ocorrido em um depósito de fertilizantes no município de São Francisco do Sul, em Santa Catarina. A fumaça do incêndio chegou ao balneário paranaense de Barra do Saí, em Guaratuba, e há a possibilidade dos ventos levarem os resíduos a outras cidades do litoral do Estado.

Por medida de segurança, a Prefeitura da Guaratuba determinou a suspensão das aulas na Escola Municipal Juraci Correa, localizada no bairro Coroados, próximo da divisa com Santa Catarina.

Equipes do Corpo de Bombeiros, do Instituto Tecnológico Simepar e do Instituto Ambiental do Paraná estão na região para monitorar o deslocamento da fumaça e as condições dos ventos vindos de Santa Catarina. Segundo o governo catarinense, a fumaça contém resíduos de nitrato de amônia, diafosfato de amônia e cloreto de potássio, substâncias que podem causar intoxicações, dependendo do grau de exposição.

Apesar da chegada da fumaça ao Estado, o chefe operacional da Defesa Civil do Paraná, tenente coronel Edemilson Barros, afirma que não há motivos para pânico e as pessoas devem manter suas atividades normalmente. “Até o momento a situação é tranquila e os riscos à população são mínimos. Estamos em alerta e qualquer outra orientação será comunicada amplamente”.

Os serviços de saúde do litoral também estão em alerta para receber possíveis casos de intoxicação. De acordo com o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz, a informação é que a fumaça tem um leve odor e pode causar irritação em olhos, boca e nariz.

“Se alguma pessoa se sentir mal, com tosse, olhos ardentes, pele avermelhada ou qualquer tipo outro de incômodo nas vias orais, ela deve procurar atendimento médico imediato”, explica o superintendente.

A equipe da 1ª Regional de Saúde orienta os profissionais de saúde sobre como tratar os casos suspeitos. Até à tarde desta quarta-feira (25/9), nenhum caso de intoxicação pela fumaça havia sido registrado no município de Guaratuba.

Em caso de dúvidas, a população deve entrar em contato com o Centro de Informações Toxicológicas. O serviço é gratuito e está disponível 24 horas pelo telefone 0800-41-0148.

Saiba mais sobre o trabalho do governo do Estado em: www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br 

Fonte: Agência de Notícias do Paraná




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.