26/09/2013

Projeto de educação ambiental muda realidade de escola catarinense

Foto: Glaene Vargas/SDR Joinville

Quem passou pela Escola Estadual Maestro Francisco Manoel da Silva, em Joinville, no Norte do Estado, no início do ano, encontrou um cenário bem diferente do atual. As áreas externas da unidade de Joinville eram pouco arborizadas e faltava cor e organização aos ambientes compartilhados pelos mais de 730 alunos. Hoje, o verde das mudas de árvores plantadas pelos próprios estudantes embeleza corredores e espaços livres. Lixeiras seletivas estão presentes em todos os locais do colégio, assim como recados fixados em murais para lembrar da importância da consciência ecológica.

 

>>> Mais imagens na Galeria de Fotos

 

A transformação começou muito antes dos detalhes agora reconhecidos no prédio. A mudança partiu da forma de pensar e agir de educandos e educadores da escola. Manter as salas de aula limpas, separar o lixo adequadamente e estimular a comunidade escolar a criar ambientes verdes e saudáveis, são algumas das ações desenvolvidas pelo projeto “Começando pela nossa escola”.

 

Pintar o orelhão desgastado pelo tempo e que dava um aspecto sujo ao pátio, foi iniciativa da turma de Fabrício Giffhorn, aluno do primeiro ano do ensino médio. A princípio, a estrutura recebeu apenas uma tinta preta, mas a intenção é decorar com figuras relacionas às disciplinas. “Vamos pintar coisas relacionadas com o nosso dia a dia, como símbolos da tabela periódica, fórmulas de matemática e física”, explicou. 

 

Segundo Cecília Tomazia Ávila, uma das coordenadoras do projeto, a motivação para o engajamento das crianças e dos jovens é uma gincana que segue até o mês de dezembro. A competição premiará a turma mais proativa com uma viagem a um parque temático em Penha. Ainda de acordo com ela, as melhorias devem ter continuidade, como mudar de local o bicicletário. “Vamos retirar da entrada do colégio e levá-lo para os fundos para termos mais segurança. Na área desocupada faremos um jardim, onde terão bancos e mesas de cimento para aulas ao ar livre”, garantiu a assistente técnica pedagógica. 

 

Outra ideia a ser colocada em prática é a da estudante do primeiro ano do ensino médio, Maiara Klauberg. Ela sugeriu que a escola criasse um sistema de captação e armazenamento da água da chuva para uso nos serviços de limpeza e regagem de plantas, por exemplo. “Um dia, quando vi as serventes lavando o pátio, pensei no desperdício de água. Levei a sugestão para a minha turma e elaboramos um projeto, que queremos colocar em prática até o fim do ano”, disse.    

 

O projeto executado no Maestro Francisco Manoel da Silva atende à Política de Educação Ambiental, instituída em 2012 pela Secretaria de Estado da Educação (SED) às unidades de Santa Catarina. As atividades são coordenadas pelos Núcleos de Educação Ambiental (NEA) das instituições de ensino. Na área de cobertura da Gerência Regional de Educação (Gered) de Joinville, todas as 64 escolas promovem ações voltadas à educação ambiental.

Fonte: Glaene Vargas - SDR / Governo de Santa Catarina




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.