27/01/2017 Parque Ecológico mantido pela Klabin recebe licença do IAP

Parque Ecológico mantido pela Klabin recebe licença do IAP

 

O Parque Ecológico mantido pela Klabin (PEK) na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba, recebeu do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) a Licença Ambiental de Operação. O documento permite a ampliação das atividades do Parque, que passa a funcionar também como um Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS). Os investimentos que vêm sendo realizados pela Klabin nos últimos dois anos, para reforma e adequação do Parque, darão ao local melhores condições de atendimento aos animais silvestres resgatados que precisam de cuidados clínicos.

A licença foi entregue nessa sexta-feira (27), uma semana após uma última vistoria do IAP no local. Na ocasião, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, presidente da entidade, e sua equipe fizeram uma visita ao local com o objetivo de avaliar as obras de melhoria e adequação. “Nós ficamos felizes em ver a qualidade do investimento que está sendo feito pela Klabin no local. Com as reformas e melhorias, os animais continuarão tendo um tratamento exemplar para sua recuperação, aumentando as chances de serem reintroduzidos na natureza”, disse o presidente.


A reforma é uma condicionante do licenciamento ambiental do IAP para o Projeto Puma, nova fábrica de celulose da Klabin, em Ortigueira (PR). “Com a ampliação da fábrica e, consequentemente, da movimentação de pessoas, a ampliação do centro se torna extremamente importante para que a fauna local continue sendo atendida com excelência. Essa é uma das medidas exigidas para mitigar os impactos ambientais das atividades no local”, afirmou a diretora de Licenciamentos Especiais do IAP, Edilaine Vieira.

VISITAÇÃO – Na Licença de Operação, o IAP condiciona que, após o fim da reforma, o local permaneça fechado para visitação pública por um período mínimo de dois anos. “A restrição visa o bem-estar dos animais, para que eles possam se adaptar completamente aos mais de 28 mil metros quadrados de novos recintos construídos, sem que haja danos à saúde deles”, explica a diretora do IAP.

PARQUE ECOLÓGICO - Desde a inauguração, na década de 1980, o Parque Ecológico da Klabin realiza um trabalho permanente de conservação de espécies ameaçadas e pesquisas científicas em conjunto com instituições de ensino de todo o Brasil. Atualmente, 250 animais de mais de 50 espécies habitam o Parque, muitos oriundos de apreensões realizadas pelo próprio IAP e pela Polícia Ambiental do Paraná. Entre eles estão o puma, o veado-bororó e o bugio-ruivo, além de espécies em extinção, como a jacutinga, e algumas em risco de extinção, como o papagaio-do-peito-roxo e o lobo-guará.

Com um total de 11.196 hectares, dos quais mais de 75% são ocupados por matas nativas preservadas – representadas em grande parte pela Mata de Araucária –, a área destas florestas ainda encontra-se em estado primitivo ou pouco alterada. Somente no ano passado, o Parque Ecológico realizou mais de 800 procedimentos em animais silvestres, entre resgates, atendimentos internos e cirurgias em animais que foram vítimas de atropelamento ou maus tratos na região.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em: http://www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Fonte: Instituto Ambiental do Paraná (IAP).




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.