27/02/2015 Pinguins e tubarões levam 81 mil pessoas ao Aquário Marinho de Paranaguá

Pinguins e tubarões levam 81 mil pessoas ao Aquário Marinho de Paranaguá

Foto: Arnaldo Alves/ANPr.

Tubarão-bambu, pinguim-de-magalhães, peixe-palhaço, raias, anêmonas e recife de coral, polvo e muitos outros peixes de água doce e água salgada estão entre os animais aquáticos que podem ser vistos de perto no Aquário Marinho de Paranaguá. O local, que pertence ao Instituto Ambiental do Paraná (IAP), abriga mais de 200 espécies e foi diversidade que levou mais de 81 mil pessoas ao local só nesta temporada.

Em média, 900 pessoas visitaram o aquário por dia entre os meses de dezembro de 2014 e fevereiro de 2015. Somente em janeiro foram mais de 50 mil visitantes e 300 mil pessoas estiveram no local desde sua inauguração, em janeiro do ano passado.

Além de opção de lazer para quem vive ou visita Paranaguá, o aquário ajuda a fomentar o turismo no litoral paranaense e também cumpre a função de educação ambiental.

A maioria das 200 espécies de animais de água doce e salgada é encontrada no próprio litoral paranaense. O local agrada a adultos e crianças. O funcionário público Juliano Cunha foi ao aquário com a esposa e a filha de quatro anos. Todos saíram contentes com o que viram. “É muito interessante, são diversas espécies que a gente não conhecia ou que só via pela televisão e agora tem a oportunidade de ver de pertinho”, disse ele.

Stephanie, a filha de Juliano, ficou encantada ao ver de perto o “Nemo” – o peixe-palhaço retratado no filme da Disney. Ele também gostou de conhecer o “caranguejo peixe é”, das músicas infantis. Um dos espaços do aquário recria o ambiente de manguezal, com os crustáceos e as plantas encontradas neste bioma.

TANQUES DE TOQUE – Entre as centenas de espécies abrigadas no local, os pinguins-de-magalhães estão entre as que mais chamam atenção. Eles habitam as zonas costeiras da Argentina e do Chile e anualmente migram para o Brasil ou outros países da América do Sul. O problema é que muitos se perdem do bando durante o processo migratório e acabam morrendo nas praias brasileiras. Os pinguins do Aquário de Paranaguá foram resgatados no litoral paranaense e agora estão num ambiente propício para sua sobrevivência.

Os tanques de toque também agradam os visitantes. Neles, as pessoas podem tocar em animais como as raias, anêmonas, pepino e bolacha do mar, possibilitando diferentes experiências sensoriais. O casal de tubarões fica no tanque oceano, junto com outras espécies. O filhote tubarão fica em um espaço especial. Polvo, peixes de água doce e salgada e recifes de coral complementam as atrações.

Há uma constante renovação. A próxima novidade no Aquário Marinho será uma fêmea de tubarão-lixa adulto, com dois metros de comprimento. Ela virá de Guarujá para Paranaguá e a previsão é que chegue nas próximas semanas.

MUITO LINDO - A dona de casa Adinir Pereira de Oliveira, que mora em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, disse que ficou encantada. “Nunca achei que um dia pudesse tocar numa raia. É emocionante, muito lindo”, afirmou.

Moradora de Matinhos, Alcenir Cabrini levou a mãe e a sobrinha e se surpreendeu com o que encontrou no local. “Eu já tinha ouvido que o aquário era muito lindo, mas é a primeira vez que viemos visitar e estamos encantadas”, disse. “Gostei de tudo, cada espécie, cada bichinho tem seu encanto natural”, ressaltou.

Conhecer de perto a diversidade para aprender a conservar

Dividido em três pavimentos, o Aquário de Paranaguá é um dos maiores do País, cerca de dois mil metros quadrados. São 23 tanques, além de biblioteca, auditórios, espaço para exposições, brinquedos infláveis, loja e lanchonete.

“O local mostra para a população e turistas espécies da fauna aquática, principalmente da nossa bacia litorânea, que é muito rica em beleza e qualidade”, diz o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto. “Vendo de perto essa diversidade, as pessoas entendem melhor a necessidade de preservar o meio ambiente, pois só se preserva aquilo que se conhece”, afirmou.

Durante todo o ano, o aquário desenvolve atividades de educação ambiental, principalmente entre crianças e jovens, com foco também nos moradores da região.

“Com nosso programa de conscientização e educação ambiental, mostramos aos turistas e moradores a importância de preservar o meio ambiente”, explicou a educadora ambiental Carolina Virga. “Com isso, cria-se a consciência de que se o oceano e os manguezais forem preservados, os peixes continuarão a procriar e nunca faltará alimento”, explica.

São palestras, jogos lúdicos e estudos dirigidos, que envolvem assuntos como conservação e evolução dos animais e poluição marinha.

Escolas públicas e particulares interessadas podem levar seus alunos para conhecer o local. Para isso, a equipe do Aquário monta uma programação especial com seus monitores. O agendamento dos grupos de estudantes pode ser feito pelo telefone (41) 3425-8063 ou pelo e-mail ambiental@aquariodeparanagua.com.br.

SERVIÇO

Aquário Marinho de Paranaguá

Endereço: Rua João Régis, Centro Histórico, Paranaguá

Horário de visitação: diariamente, das 10h às 18h

Ingressos: R$ 20,00 (adultos), R$ 15,00 (crianças de 5 a 14 anos) e R$ 10,00 (acima de 60 anos)

Moradores de Paranaguá têm 50% de desconto não-cumulativo mediante apresentação de IPTU, conta de água, luz ou outro comprovante de endereço, nominal e pago em dia. É obrigatória a apresentação de documento com foto.

Professores também têm 50% de desconto.

Fonte: Instituto Ambiental do Paraná - IAP.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.