28/08/2014

Ministra sinaliza mudança na visão global de sustentabilidade

Licenciamento: um dos temas em debate.
Foto:
divulgação.

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, disse, no dia 28/8 (quinta-feira), que está na hora de mudar o discurso e a cultura na área ambiental. “Não adianta brigar e perder, tem que saber ganhar”, defendeu ela durante o Fórum Meio Ambiente, promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo, na capital paulista. Para ela, estado, sociedade e empresas precisam acompanhar as mudanças na forma com que o mundo aborda a questão ambiental. “Estamos num novo patamar da governança ambiental”, avaliou.


Para Izabella, é preciso levar em conta um universo de 9 bilhões de pessoas no mundo, o esgotamento dos recursos naturais, identificar as vulnerabilidades e os riscos e propor soluções no curto, médio e longo prazos. “O paradigma de sustentabilidade discutido em 1992 não é o mesmo debatido em 2012”, avaliou. “O clima, por exemplo, já não é mais uma questão discutida só pela área ambiental, é uma questão econômica.” Para ela, o diálogo entre os vários setores da sociedade não será fácil, mas precisa ser enfrentado. “Não temos que temer o enfrentamento, mas tem que ser um diálogo com uma visão de futuro”, disse.


MUDANÇAS


A ministra respondeu aos empresários que questionaram a forma como é feito o licenciamento ambiental, afirmando que o Ministério do Meio Ambiente está aberto a mudanças. “Defendo uma mudança no sistema, mas não dá para reformar o licenciamento pensando apenas no licenciamento”, analisou. Na avaliação dela, é preciso criar uma cultura de interlocução com o setor produtivo que depende também das empresas, elaborar as licenças com rigor, substituindo a politização por instrumentos técnicos. Izabella esclareceu que as licenças ambientais envolvem vários fatores e afirmou que pediu um levantamento ao setor, constatando que apenas 30% deles são ligados à ecologia e mais de 60% envolveriam questões sociais e econômicas.


Além da ministra, participaram do debate sobre a “Complexidade Regulatória e a Necessidade de Uma Agenda de Longo Prazo”, mediado pela apresentadora Paulina Chamorro, da Rádio Eldorado e Estadão, a representante do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, Marina Grossi e da Confederação Nacional da Indústria, Shelley Carneiro.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.