29/01/2016 FIESC e Instituto Natura assinam termo de cooperação pela educação

FIESC e Instituto Natura assinam termo de cooperação pela educação

David Saad (E), do Instituto Natura, e o presidente da FIESC, Glauco José Côrte, assinam termo de cooperação. Foto: Fernando Willadino.

Parceria visa a disseminar o uso da plataforma digital Conviva que auxilia na gestão educacional dos municípios.

 

Confira a cobertura completa da reunião no Flickr da FIESC.

 

Florianópolis, 29.01.2016 – A Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) e o Instituto Natura iniciam parceria para auxiliar municípios catarinenses na gestão de indicadores educacionais. A iniciativa, motivada pelo Movimento A Indústria pela Educação, oferece um ambiente virtual que reúne os principais dados de educação, além de suscitar debates sobre a área para aprimorar o ensino nas escolas. A assinatura do termo de cooperação entre as entidades ocorreu durante a reunião de diretoria da Federação das Indústrias, nesta sexta-feira (29), em Florianópolis, que também abordou outros temas ligados à educação.

 

O presidente do Instituto Natura, David Saad, destacou a importância da parceria firmada. “Esse grupo é que vive o Brasil real e tenta fazer o país seguir produzindo e há tempos percebeu a importância da educação. A educação é ‘o’ tema essencial que deve ser discutido nesse país, para que possamos evoluir como a gente imagina”, disse Saad, que destacou ainda as ações educacionais do instituto. “A Natura investe há 20 anos em projetos ligados à educação. Já investimos R$ 100 milhões em 200 projetos beneficiando 80 mil escolas no Brasil”, acrescentou. 

 

Robótica – Estudantes do SESI que se destacaram no torneio de robótica First Lego League entregaram ao presidente da FIESC, Glauco José Côrte, bottons que representaram as equipes na competição. Seis estudantes do SESI de Joinville conquistaram o vice-campeonato na etapa regional Sul do torneio de robótica First Lego League. “Sem dúvida, podemos acreditar que o Brasil será melhor com bons estudantes, porque serão ótimos profissionais e bons cidadãos”, salientou Côrte. Outras duas equipes catarinenses foram destaque também nos quesitos desempenho do robô (1º lugar, SESI de Brusque) e trabalho em equipe (1º lugar, SESI de Criciúma). No Brasil, o SESI é o organizador oficial da competição. 

 

Destaque catarinense – Durante a reunião, o presidente da FIESC homenageou a estudante catarinense Márjori Padoin, de Witmarsum, por seu desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Márjori é um dos 104 estudantes brasileiros que alcançaram a nota máxima (1.000 pontos) na redação da prova. Ela precisou discorrer sobre a valorização do professor. “Não existe nada mais gratificante para um estudante que se dedica o ano inteiro, abdica de muitas coisas e recebe essa recompensa maravilhosa. Sei que estou a um passo do meu sonho que é ingressar no curso de medicina”, afirmou a estudante que recebeu das mãos de Côrte o troféu Movimento A Indústria pela Educação. “Esse é o estudante que queremos estimular, aquele que persegue o que há de melhor”, afirmou o industrial.

 

Eu Voluntário - Industriais conheceram detalhes sobre o projeto que o Movimento A Indústria pela Educação promove a partir deste ano com o objetivo de estimular o voluntariado na área da educação. O voluntariado é uma prática ainda pouco difundida no Brasil. Mais de 5,3 mil pessoas já integram o grupo público criado no Facebook. Segundo o Instituto Datafolha, apenas um em cada dez brasileiros com 16 anos ou mais exerce algum tipo de atividade voluntária e 72% nunca participaram de ações nesse sentido. Saiba mais sobre o projeto. 

 

Educação premiada – Um programa da Tupy voltado para a educação de jovens e adultos, desenvolvido em parceria com o SESI e reconhecido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SC), vem beneficiando trabalhadores da indústria. A gerente de RH Corporativo da Tupy, Karen Silva, falou sobre a iniciativa. “Ainda temos 22% dos nossos trabalhadores sem escolaridade básica. O programa eleva a qualificação, melhora a qualidade de vida das pessoas e os ajuda na conquista da autonomia”, pontuou. Em 40 anos de fundação da Escola Técnica da Tupy, a companhia já realizou mais de 4 milhões de horas de treinamento e qualificou, entre 2010 e 2015, mais de 4,1 mil colaboradores. Podem participar das aulas dependentes e comunidade, além de trabalhadores de outras indústrias. Natural de São Paulo, Karen fez questão de registrar que Santa Catarina é um Estado que olha para o tema com muita seriedade. 

 

Novos Caminhos - Durante a reunião, Côrte destacou os principais resultados do Programa Novos Caminhos, promovido em parceria com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) e a Associação dos Magistrados Catarinenses (AMC).  A OAB também passa a integrar o projeto. A iniciativa qualifica jovens que vivem em abrigos do Estado e este ano se estende às regiões do Planalto Norte, Alto Uruguai, Centro-Norte e Meio-Oeste. 426 adolescentes foram atendidos em 2015 e 67 foram inseridos no mundo do trabalho.

 

Elida Hack Ruivo
48 3231 4244
48 9176 2505
elida.ruivo@fiesc.com.br

Fonte: Elida Hack Ruivo - FIESC.

 




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.