29/09/2017 ICMBio promove Semana da Água no Rio Grande do Sul

ICMBio promove Semana da Água no Rio Grande do Sul

Parque Nacional da Lagoa do Peixe: rica biodiversidade. Foto: Arquivo ICMBio.

Evento ocorre em Mostardas, um dos municípios abrangidos pelo Parque Nacional da Lagoa do Peixe, e conta com a parceria da Emater e da prefeitura local

 

O Parque Nacional (Parna) da Lagoa do Peixe, gerido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no Rio Grande do Sul, promove, em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Mostardas e a Emater, a I Semana Municipal da Água de Mostardas.

Aberto ontem (28), o evento segue até o dia 7 com uma série de atividades que buscam alertar as pessoas sobre a importância de proteger o meio ambiente, as nascentes, os cursos d´água, enfim, a biodiversidade como forma de garantir a boa qualidade de vida para todos. O evento também discute temas de cunho social.

Na abertura, houve o Encontro sobre Biodiversidade e a III Feira de Sementes Crioulas do Litoral Médio, na Associação Comunitária Quilombola dos Teixeiras. Nesta sexta (29), está programada a realização da Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial, no auditório Municipal Mathias Velho, que vai durar o dia todo.

As atividades serão retomadas na semana que vem com exibição de filmes e palestras. Na sexta-feira (6), será realizado o VIII Simpósio Brasil Alemanha. Antes, haverá recepção aos participantes e visita ao Parque Nacional da Lagoa do Peixe. O encerramento será no sábado (7) com a Feira Ecológica. Clique aqui para conferir a programação completa.

O parque


Com área de 36.722 hectares, o Parque Nacional da Lagoa do Peixe fica no litoral sul do Rio Grande do Sul. Abrange os municípios de Tavares (80%), Mostardas (17%) e São José do Norte (3%). A unidade foi criada em 6 de novembro de 1986. As cidades mais próximas são Mostardas e Tavares, distantes de Porto Alegre, respectivamente, 200 km e 230 km.

A Lagoa do Peixe – tecnicamente uma laguna, pois tem um canal de comunicação com o mar durante a maior parte do ano – é abrigo para grandes concentrações de aves migratórias do Hemisfério Norte (no verão) e Sul (no inverno), dentre elas capororocas, flamingos, biguás, maçaricos-de-peito-vermelho, gaivotas, talhamares, pirus-pirus, trinta-réis, maçaricos e o cisne-de-pescoço-preto.

Dentre os mamíferos, podem ser avistados graxains, tatus, pequenos roedores e, entre os meses de julho e outubro, a baleia franca migrando para Santa Catarina. Trazidos pelas correntes marinhas não é raro se encontrar nas areias da praia tartarugas marinhas, pinguins e mesmo lobos-marinhos, conforme a época do ano. A Mata de Restinga, os banhados e as dunas completam as atrações da unidade.

Fonte: ICMBio.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.