29/11/2013

Paraná investe para ter agricultura competitiva

O governador Beto Richa durante o Encontro Estadual de Empreendedorismo e Líderes Rurais 2013. Foto: Orlando Kissner/ANPr

O governador Beto Richa afirmou nesta sexta-feira (29/11), no Encontro Estadual de Empreendedorismo e Líderes Rurais 2013, que o governo investe para que o Paraná tenha uma agricultura cada vez mais forte e competitiva. Richa falou sobre as principais dificuldades que o setor agroindustrial encontra no País para poder se fortalecer ainda mais e ressaltou ações do governo estadual para apoiar o produtor e contribuir para ampliar o agronegócio.

"A agricultura merece toda a nossa atenção, por ser a base de nossa economia. Os produtores têm feito sua parte e nós devemos fazer a nossa, apoiando para facilitar a produção e aumentar a competitividade no campo”, disse o governador, ao lado do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e do presidente da Federação da Agricultura do Paraná (Faep), Ágide Meneguette. Realizado pela Faep, o encontro acontece em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e reúne cinco mil produtores rurais de todo o Estado. Eduardo Campos fez palestra sobre o empreendedorismo no Brasil.

Richa disse que os principais gargalos do agronegócio brasileiro são a infraestrutura e logística e que pela falta de investimentos nessas áreas o Brasil tem se tornado menos competitivo. O agronegócio representa 25% do PIB brasileiro e é o setor que mantém a balança comercial brasileira estável. No Paraná, o governo estadual investiu nos últimos três anos R$ 1,5 bilhão na recuperação e conservação de rodovias e de estradas rurais. “Com muita dificuldade e com muito pouco apoio, estamos fazendo nossa parte. É preciso que o poder público cumpra com sua obrigação no esforço para reduzir os custos de produção e ampliar a competitividade brasileira”, afirmou Richa.

DIÁLOGOS E PROGRAMAS - O diálogo entre o poder executivo e as entidades que representam os agricultores tem sido fundamental na criação de programas e políticas públicas que ajudam, principalmente, o pequeno produtor. “Temos respeito pelo produtor rural. Antes mesmo de me tornar governador conversei com as lideranças deste setor para ouvir sobre as principais demandas. O resultado são estradas melhores, recordes consecutivos em movimentação no Porto de Paranaguá e a retomada de importantes programas, que ajudam principalmente o pequeno produtor rural”, afirmou Richa.

O governador ressaltou alguns programas estaduais que contribuem com o produtor rural, em especial os direcionados a melhorias das estradas rurais. São exemplos o Caminho das Pedras, de calçamento de estradas rurais com pedras irregulares, e as Patrulhas do Campo – conjunto de maquinários disponibilizado pelo governo aos municípios para readequar estradas rurais. As 30 Patrulhas do Campo já trabalharam em mais de 1,2 mil quilômetros de estradas. O programa Sucroalcooleiro, desenvolvido em parceria com a Alcopar, trabalha na abertura de estradas secundárias para o escoamento da safra de cana-de-açúcar. Richa citou, também, a além da ampliação do Seguro Rural, do Fundo de Aval, a retomada do programa de distribuição de calcário e a isenção do convênio das prefeituras com a atividade dos extensionistas da Emater.

PRÊMIO EMPREENDEDOR - O Encontro Estadual de Empreendedorismo e Líderes Rurais 2013, realizado no espaço Expotrade Pinhais, está em sua 11ª edição. No evento foram premiados os finalistas do programa Empreendedor Rural, que tem como objetivo formar agricultores em empreendedores de terras, para que possam gerir melhor todo o processo produtivo. "Estamos dando a condição para que nossos pequenos e médios produtores sejam empreendedores. Sendo pequenos, precisamos ser mais profissionais para continuar a atividade", afirmou Meneguette, salientando que 92% dos produtores rurais no Paraná são de pequenas propriedades.

Em 2013 o programa formou 1.200 produtores, que aprenderam como fazer diagnóstico de suas propriedades, planejar estrategicamente a produção, estudar o mercado consumidor, entre outras modalidades. "O objetivo é que eles sejam empresários. Tanto o pequeno como o grande produtor, o importante é que profissionalizem todo o ciclo de produção e melhorem o que já fazem", disse o superintendente do Senar-PR, Humberto Malucelli Neto.

Ao final do curso, os projetos desenvolvidos pelos produtores passam por avaliação de viabilidade. Daniel Cisanka (19) e Osmar Zbrowski (29), do município de Cândido de Abreu, desenvolveram um projeto sobre apicultura. A terra onde pretendiam produzir tem muita mata ciliar e viram na criação de abelhas e na produção de mel a melhor solução. "Aprendemos muito como melhorar a gestão da propriedade. A expectativa agora é desenvolver este projeto e ter um futuro promissor", disse Osmar.

“A moderna agricultura exige que o cidadão seja cada vez mais profissional. Por isso, reconhecemos essa iniciativa que visa preparar o nosso agricultor para que seja mais profissional em gestão e perceba as oportunidades de empreender", analisou o secretário de Estado da Agricultura, Norberto Ortigara.

"O Brasil e o Paraná devem muito a esse programa pelo bem que faz aos agricultores, principalmente para as famílias que vivem da agricultura familiar. Essa ação ajuda a desenvolver nos agricultores a disposição para o empreendedorismo", afirmou o presidente da Federação dos Trabalhadores na Agriculturas do Paraná (Fetaep), Ademir Mueller.

Durante o encontro foram entregues troféus aos 10 finalistas do programa. O Empreendedor Rural foi criado em 2003 pelo Senar-PR e Faep, em parceria com o Sebrae-PR e a Fetaep. Hoje é oferecido em 23 estados e no Distrito Federal. Nos últimos dez anos o programa formou cerca de 19,5 mil produtores rurais.

EMPREENDEDORISMO - O governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ministrou palestra sobre "Como Empreender com sucesso no Brasil". Ele tratou de questões como segurança jurídica, os desafios da infraestrutura e logística e a importância do agronegócio. “Capacitar o produtor rural é o caminho, mas para melhorar a agricultura é preciso, também, ampliar os investimentos para o homem do campo”, disse ele. "O campo brasileiro precisa de mais investimento. Sabemos que 30% da produção se perde por problemas logísticos, por falta de estradas de qualidade, a falta de ferrovias, entre outros problemas", afirmou

Participaram do encontro o senador Álvaro Dias; os secretários estaduais Reinhold Stephanes (Casa Civil), Cesar Silvestri (Governo), Ratinho Júnior (Desenvolvimento Urbano); o presidente do Instituto Ambiental do Paraná, Luiz Tarcisio Mossato Pinto; o diretor-presidente do Instituto Emater, Rubens Niederheitmann; os presidentes da Cohapar, Mounir Chaowiche; da Fomento Paraná, Juraci Barbosa Sobrinho; da Ferroeste, João Vicente Bresolin Araújo; o presidente da Fiep, Edson Campanholo; o presidente da Fecomércio, Darci Piana, deputados federais, estaduais e prefeitos.

Saiba mais sobre as ações do Governo do Estado em: www.pr.gov.br e www.facebook.com/governopr

Fonte: ANPr




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.