30/03/2017 ICMBio quer fortalecer reservas particulares

ICMBio quer fortalecer reservas particulares

Reunião ocorreu em Brasília e, além de servidores do ICMBio, reuniu pesquisadores. Foto: ICMBio.

Reunião em Brasília discute a situação dessa categoria de unidade de conservação, cuja criação depende dos proprietários de terra

 

Brasília (30/03/2017) – A Diretoria de Criação e Manejo de Unidade de Conservação (Diman), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), realizou a primeira reunião estratégica sobre reservas particulares do patrimônio natural (RPPNs) neste ano.

O encontro ocorreu em Brasília, na terça (28), e teve o objetivo de fortalecer as reservas particulares, categoria de unidade de conservação (UC) cuja criação depende de iniciativa dos proprietários de terra.

A reunião contou com a presença de pesquisadores que fizeram, recentemente, diagnósticos em várias RPPNs do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Ao final, os representantes da Diman ficaram de propor um projeto de fortalecimento dessa categoria de UC.

Quadro nacional

Inicialmente, Luciano Souza, consultor da Coordenação de Criação de Unidades de Conservação, da Dimam, traçou um quadro das RPPNs no Brasil. Em seguida, foi a vez dos pesquisadores. O analista ambiental Isaac Simão, da Coordenação Regional 9 (CR 9), do ICMBio, apresentou a situação das reservas de Santa Catarina.

Na sequência, a consultora ambiental Ariane Dias Alvarez fez o diagnóstico das RPPNs de São Paulo e o pesquisador Gustavo Luis Schacht traçou um panorama dos resultados da sua pesquisa de doutorado, realizada em reservas particulares do Paraná.

Segundo o coordenador Geral de Criação, Planejamento e Avaliação de Unidades de Conservação, Ricardo Brochado, “o resultado desses diagnósticos são fundamentais para o aprimoramento das estratégias que o ICMBio está desenvolvendo de fortalecimento das RPPNs”.

Órgãos de governo

Um ponto importante indicado nos diagnósticos é a necessidade de fortalecer os órgãos de governo para apoiar as reservas. Como medida para miminizar esse indicativo, o Instituto estabelecerá estratégia de comunicação com os proprietários e realizará visitas às unidades.


O diretor da Diman, Paulo Carneiro, informou que vai solicitar às Coordenações Regionais e unidades de conservação do ICMBio apoio para a realização de vistorias de acompanhamento nas RPPNs, considerando a proximidade geográfica.

A reunião contou ainda com a presença do gerente de Áreas Protegidas do Ministério do Meio Ambiente, André Lima, além de coordenadores de outras áreas e técnicos do ICMBio.

Fonte: ICMBio.




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro
Siga-nos no facebook

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.