31/10/2013

Executivos e ambientalistas se reúnem para discutir emissões atmosféricas

Hübner destaca o bom relacionamento entre Fiep e Sema. Foto: Mauro Frasson

A resolução 054/06, que trata do tema, foi revisada com apoio da Fiep e aguarda assinatura do secretário de estado do Meio Ambiente.


Como Indústria e Serviços devem se organizar e se preparar para atender às novas demandas da resolução 054/06, revisada, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná (Sema), que regulamenta as emissões atmosféricas no Paraná? Para responder a esta questão, a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e o Instituto Ambiental do Paraná (Iap) realizaram nesta quarta-feira (30/10), em Curitiba, um encontro com diversos especialistas do setor.

O seminário “Controle de emissões atmosféricas para fontes fixas no estado do Paraná” reuniu mais de 250 pessoas, entre dirigentes e profissionais do setor industrial das áreas de produção, qualidade e meio ambiente, além de prestadores de serviço, técnicos e diretores do IAP. O encontro representou um encerramento formal de uma série de trabalhos desenvolvidos em conjunto entre Fiep e Sema, desde 2011. As entidades trabalharam juntas na busca de soluções para que o setor produtivo consiga atender às determinações da resolução.

O vice-presidente da Fiep, Nelson Hübner, abriu o seminário destacando a parceria entre setor produtivo e órgãos ambientais: “Estamos juntos, em busca de opções que aumentem a produtividade da indústria, com sustentabilidade. Esse é o caminho do crescimento. E é por isso que a Fiep está sempre de portas abertas quando o tema é meio ambiente”.

Com a revisão da resolução 054/06, os órgãos ambientais do estado e municípios passarão a fiscalizar com mais rigor a questão de emissão atmosférica, com a determinação de padrões de condicionamento, metodologias e critérios definidos em parceria com o setor produtivo. A previsão é de que a partir de junho de 2014, o monitoramento de emissões de algumas atividades seja online. O projeto está sendo desenvolvido pelo Lactec em parceria com a Celepar.

Durante o seminário, também foram apresentadas tecnologias para o controle de emissões atmosféricas, para geração de energia e de eficiência energética, além de formas de obter subsídio via BNDES para a obtenção destas inovações.

Luiz Tarcísio Mossato Pinto, presidente do Iap, lembrou que um dos principais ganhos do encontro foi a união entre o setor produtivo e órgão de fiscalização. “Antes de baixar uma resolução, um decreto ou uma portaria, precisamos entender a realidade da indústria. Não queremos gerar um passivo para o setor, com regras impraticáveis, mas uma nova consciência mais sustentável e viável para a indústria, que tem sido nossa parceira”, avaliou.

Fonte: Agência de Notícias do Sistema FIEP




Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.