17/07/2013

Paraná informará qualidade do ar online

O presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, e o gerente geral da REPAR, Luiz Antonio Meirelles da Silva, assinam o termo que garante o repasse de investimentos ao órgão ambiental.
Foto: Joana Serra / IAP

O Paraná será o segundo Estado do país a divulgar o monitoramento da qualidade do ar de fontes fixas em tempo real, depois de São Paulo. O avanço é resultado de uma parceira entre o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e a Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), da Petrobras, que garante investimentos no setor. O projeto começa a ser implantado esse ano em Curitiba e Região Metropolitana e seguirá para as maiores cidades do interior do Estado até a metade de 2014.

O acordo firmado garante a aquisição de novos equipamentos para o IAP e também o desenvolvimento de sistemas de gestão da qualidade do ar compatível ao já utilizado pelo IAP e pelo Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec) – instituição parceira do órgão ambiental que possui oito estações de monitoramento em Curitiba e Região Metropolitana. "Esse sistema é uma atualização do que hoje é usado pelo IAP e vai possibilitar o acompanhamento, em tempo real, da qualidade do ar que e a agilização das informações entre o IAP e as indústrias", explicou a chefe do Departamento de Tecnologia Ambiental, Dirlene Cavalcanti.

A Repar investirá até R$ 1,5 milhão no projeto, recursos que devem estar disponíveis para o IAP no prazo de seis meses. O acordo também prevê a criação de outro sistema de informação que irá permitir a Declaração das Emissões Atmosféricas de Fontes Fixas, na qual as indústrias instaladas no Paraná poderão declarar suas emissões e anexar documentos comprobatórios de forma eletrônica. O IAP poderá, então, verificar e validar as informações prestadas pelas empresas. Além disso, está prevista a aquisição de equipamentos de informática modernos que permitirão o acesso aos dados.

“Em contrapartida, nós estamos investindo mais R$ 5 milhões na compra de mais seis estações de monitoramento, que irão atender as cidades de Londrina, Maringá, Foz do Iguaçu, Cascavel, Ponta Grossa e Paranaguá, além de mais uma estação móvel que poderá será utilizada por nossos técnicos de acordo com a demanda”, afirmou o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.

DIVULGAÇÃO – A divulgação da qualidade do ar de Curitiba e Região Metropolitana - onde existem estações de monitoramento de fontes fixas - vem evoluindo ao longo da atual gestão. Em 2011, o IAP passou a divulgar semanalmente a qualidade do ar dessas áreas. Em 2012, os dados passaram a ser transmitidos à população diariamente e a previsão é que as informações estarão disponíveis em tempo real no início de 2014.

“Nós estamos em contato com a Celepar para preparar o site do IAP de forma que os sistemas possam ser acessíveis e os dados transmitidos à população. Assim, o novo Sistema de Gestão da Qualidade do Ar patrocinado pela REPAR e desenvolvido pelo Lactec poderá atender as necessidades técnicas e ser acessado pela web”, explicou a diretora de Estudos de Padrões Ambientais do órgão, Ivonete Chaves.

Fonte: IAP



Últimas notícias
Envio de Matérias
Portfólio editorial
Cadastro

ENDEREÇO

Caixa Postal 21725
CEP 88058-970
Florianópolis - SC

CONTATO

expressao@expressao.com.br
Fone: (48) 3222-9000

Facebook Editora Expressão Twitter Editora Expressão SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS


Copyright © 2014 Editora Expressão. Todos os direitos reservados.